Francisco Costa
Do Mais Goiás

Sindicato recebe denúncias de falta de insumos no Cais de Campinas

Poucos médicos e segurança também são demandas da população e profissionais

Sindicato recebe denúncias de escassez de insumos no Cais de Campinas
Sindicato recebe denúncias de escassez de insumos no Cais de Campinas (Foto: Arquivo / Mais Goiás)

Tanto profissionais que atuam no Cais de Campinas, em Goiânia, como pacientes que buscam o serviço têm denunciado ao Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Saúde do Estado de Goiás (Sindsaúde) a escassez de insumos e precariedade das instalações. Segundo a vice-presidente do Sindsaúde, Néia Vieira, as reclamações já tem algum tempo.

Além disso, de acordo com ela, não só o Cais de Campinas, mas outros pela cidade, não estariam mais realizando o teste da Covid-19, que só seria feito no Laboratório de Saúde Publica Dr. Giovanni Cysneiros (Lacen). “Com isso, a população ficou sem acesso.”

Já Simone Félix, representante de usuários no Conselho Local de Saúde de Cais Campinas, corroborou as denúncias. Segundo ela, contudo, a falta de médico e segurança também são preocupações. Ela alertou, ainda, que já houve, inclusive, falta de equipamento de proteção individual para os servidores – máscaras.

“Isso impacta diretamente na segurança deles”, disse. Na avaliação dela, a gestão passada deixou muito a desejar no segmento da Saúde. A expectativa, segundo ela, é que com a nova administração a situação mude. “Faltava atenção da secretária [com as unidades de saúde]”, apontou.

Visita

Vale lembrar, na última semana o vereador Mauro Rubem (PT), presidente da Comissão de Saúde da Câmara, visitou o Cais de Campinas e já havia constado que nenhuma unidade de saúde da capital possuía testes para a Covid. À época, o secretário Durval Ferreira Fonseca Pedroso informou que nenhuma unidade realizaria o teste até que fosse adotado um novo protocolo na realização destes exames.

Prefeitura

O Mais Goiás entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia às 15h40. Até o fechamento da matéria não houve retorno.