Saúde infantil

Siamesas unidas pelo abdômen recebem alta hospitalar, em Goiânia

As irmãs nasceram na Bahia, unidas pelo abdômen. A cirurgia de separação ainda não tem data marcada, mas as irmãs estão em bom estado de saúde


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 10/09/2019 às 17:06:15

Siamesas foram transportadas da Bahia para Goiânia (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Siamesas foram transportadas da Bahia para Goiânia (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Após 24 dias internadas, as gêmeas siamesas Laura e Laís, que nasceram unidas pelo abdômen, receberam alta hospitalar na última segunda-feira (9). Por meio de nota, o Hospital Materno Infantil (HMI) informou que as irmãs estão em bom estado de saúde e se alimentam bem. Contudo, a cirurgia de separação ainda não tem data marcada.

“A separação deve acontecer aproximadamente daqui a um ano, quando as irmãs tiverem mais peso. Elas nasceram com 36 semanas de gestação e são unidas pelo abdômen; compartilham a bexiga, bacia, os intestinos delgado e grosso e o sistema urinário. Laura e Laís foram para uma casa de apoio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG)”, lê-se na nota.

Laura e Laís nasceram no dia 15 de agosto no Hospital e Maternidade Luis Argolo, na cidade de Santo Antônio de Jesus, Bahia. Elas foram transportadas para Goiânia dentro de incubadoras no avião da Força Aérea Brasileira (FAB), dando entrada no HMI, na madrugada do dia 16 de agosto.

Gêmeas estão unidas pelo abdômen (Foto: Divulgação/HMI)

A separação das gêmeas será feita pela equipe do médico e cirurgião pediatra Zacharias Calil. Segundo o médico, o caso é um dos mais raros que ele acompanhou desde a primeira cirurgia de separação que fez.

“Ainda não há previsão sobre a cirurgia de separação das duas, dada a complexidade do caso. Mas deve ocorrer em aproximadamente um ano“, afirma Calil. Este é o 40º caso do tipo que a equipe do médico acompanha.