Francisco Costa
Do Mais Goiás

Sessão ordinária é encerrada às 15h00min25s por falta de quórum

Encerramento teria ocorrido para evitar segunda votação da matéria autoriza abertura de capital da Saneago

PGR entra com ação para impedir reeleição sucessiva de mesa diretora da Alego
(Foto: Reprodução)

A sessão ordinária dessa quarta-feira (6) da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) foi encerrada por falta de quórum. Cláudio Meirelles (PTC), que presidia o encontro, finalizou os trabalhos às 15h00min25s, quando a Casa registrava 12 presenças.

Para abrir a sessão são necessários 14 e, para votação simples, 21. O encerramento teria como intuito não apreciar em segunda votação a matéria que autoriza a abertura de capital da Saneago e venda de até 49% das ações. O texto foi aprovado em primeira na terça-feira (7).

Bruno Peixoto (MDB), líder do governo, foi o último a marcar presença, no exato horário que a sessão foi finalizada. Segundo ele, este não foi um ato contra o governo, mas contra os parlamentares. O emedebista explicou que, por cortesia, é costume esperar dez minutos. Cerca de 20 parlamentares estavam em audiência pública na Comissão de Tributação Orçamento e Finanças, ocasião em que a secretária de Economia, Cristiane Schmidt, prestava contas do segundo quadrimestre.

Foi informado pela assessoria do líder do governo que, na Assembleia, tinham cerca de 26 parlamentares da base. Os que conseguiram marcar presença foram: Humberto Aidar (MDB), Lucas Calil (PSD), Hélio de Souza (PSDB), Cláudio Meirelles, Chico KGL (DEM), Karlos Cabral (PDT), Lêda Borges (PSDB), Antônio Gomide (PT), Álvaro Guimarães (DEM), Tião Caroço (PSDB), Coronel Adailton (Progressista) e Bruno Peixoto.