Reinauguração?

Sem alvará, Paço pode ter que adiar reinauguração do Mutirama, prevista para sábado (29)

Segundo os Bombeiros, a Prefeitura tem até a próxima sexta-feira (28) para entregar os laudos atestando o funcionamento de todos os brinquedos


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 26/06/2019 às 11:55:24

Parque Mutirama (Foto: Reprodução)
Parque Mutirama (Foto: Reprodução)

Apesar de anunciar a reinauguração do Mutirama para o próximo sábado (29), a Prefeitura de Goiânia ainda não possui autorização para funcionamento das atrações, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Segundo a assessoria da corporação, o Mutirama não entregou os laudos periciais devidamente assinados pelos engenheiros do parque. A documentação deverá atestar o bom funcionamento dos brinquedos e, também, da estrutura do local. O prazo para entrega é até a próxima sexta-feira (28).

Diante da anunciação da reabertura do Parque, o Ministério Público de Goiás (MP-GO) solicitou à Agetul a comprovação de que todas as atrações passaram por devida manutenção para garantir a segurança dos visitantes. O último contato da Agência com o MP ocorreu em resposta à uma Ação Civil Pública (ACP) que está em curso, na 2ª Vara da Fazenda Pública Municipal. Na época a Agetul informou que dez brinquedos ainda não haviam passado por manutenção e duas das atrações ainda aguardavam licitação.

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) informou ao órgão que, no último mês de abril, quatro atrações ainda não tinham passado por manutenção. Ao Mais Goiás, o conselho afirmou que o presidente não irá se posicionar sobre a reabertura do parque pois aguarda uma documentação.

No despacho da requisição do MP, assinado pela promotora Leila Maria de Oliveira, a Agetul deverá apontar quais atrações ainda não passaram por manutenção e se elas estarão disponíveis para o público com a reabertura do Mutirama. A agência deverá, ainda, enviar documentação que ateste a  segurança dos brinquedos que não passaram por manutenção e estarão abertos para os visitantes.

Em janeiro de 2019, o presidente da Agência Municipal de Turismo Eventos e Lazer (Agetul), Ronaldo Vieira, garantiu que o parque estaria pronto em novembro deste ano, mas não havia previsão de reabertura. A promotora requisitou ao Crea que informe se foi realizada uma nova vistoria no parque para atestar a segurança das atrações para a reabertura. O Mais Goiás tentou, sem sucesso, contatar a Agetul.

 

(Foto: Thaynara Cunha / Mais Goiás)

(Foto: Thaynara Cunha / Mais Goiás)

Cronologia

Desde que foi fechado, em julho de 2017, o Mutirama teve a reabertura adiada três vezes. Em 2018, Agetul havia programado a reabertura para o final de março, mas devido ao serviço de restauração dos equipamentos não sido concluídoa data foi adiada para o final do mês de abril

Quando o prazo acabou, a Agetul anunciou que o parque seria reaberto até o mês de julho do último ano. Porém, por dificuldades em adquirir novas peças para consertar os brinquedos, foi anunciado pela agência um novo prazo. Dessa vez para o final de agosto, mas o prazo, novamente, foi descumprido.

O presidente da Agetul garantiu, então, que ocorreria no aniversário de Goiânia, em 24 de outubro. Como esperado, os brinquedos não estavam prontos e o local não pôde ser reaberto. A agência anunciou, então, que o Mutirama estaria pronto para funcionamento até dezembro. Mas novamente tiveram de adiar a reinauguração.

Nesta quarta-feira (22), o presidente da Agetul, Ronaldo Vieira, declarou que o Parque estará pronto para receber os visitantes em novembro de 2019, mas não foi definida uma data para a reabertura.

Relembre o caso

Parque foi interditado depois de um acidente com um brinquedo deixar 11 feridos. A decisão foi tomada pelo prefeito Iris Rezende (MDB) e anunciada em coletiva de imprensa.

O acidente aconteceu por volta das 13h30 do dia 26 de julho, após uma pane no brinquedo Twister. As onze vítimas foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), passaram por exames e foram avaliados pela equipe multiprofissional da emergência do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

As obras de readequação técnica e de segurança começaram em novembro, quando equipes da Polícia Civil concluíram o trabalho de perícia no local. O 1º Distrito Policial, por meio do titular Izaias Pinheiro, foi responsável pela investigação do acidente. O delegado afirmou que o brinquedo Twister já estava quebrado antes do acidente. De acordo com ele, pelo menos 85% do material estava desgastado.

 

Ver essa foto no Instagram

 

URGENTE! Brinquedo desaba e deixa vários feridos no Parque Mutirama, em Goiânia. Aguarde mais informações nos próximos posts.

Uma publicação compartilhada por Mais Goiás (@maisgoias) em

*Thaynara Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira