Motim

“Segurança está pronta para possível rebelião no Complexo Prisional”, diz secretário

Irapuan Costa Júnior diz que forças que compõem DGAP, PM e outros funcionários da Segurança Pública Estadual estão cientes e prontos para agir


Jairo Menezes
Do Mais Goiás | Em: 27/12/2018 às 17:39:42

Irapuan Costa Júnior (Foto: Mais Goiás - 22/06/2018)
Irapuan Costa Júnior (Foto: Mais Goiás - 22/06/2018)

O Secretário de Segurança Pública Irapuan Costa Júnior garantiu na tarde desta quinta-feira (27) que as forças policiais do Estado já estão cientes de um plano de rebelião. A maior autoridade de segurança de Goiás já disse que existem integrantes da Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP) e Polícia Militar (PM) à postos para que nada passe da normalidade. Em primeira mão, o Mais Goiás adiantou o assunto no início da noite desta quarta-feira (26).

“Surgiram rumores de presos diferente lá dentro e o Serviço de Inteligência da SSP rapidamente me comunicou. Tomei a precaução junto com o Coronel Edson (Costa, diretor geral de Administração Penitenciária). A população pode ficar tranquila, que nada vai sair da normalidade nas quatro paredes do sistema penitenciário de Goiás. Não é nada grave”, garantiu Irapuan.

Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. (Foto: Reprodução)

O local foi palco da maior barbárie dos últimos tempos, acontecida dentro de um presídio de Goiás. No primeiro dia de janeiro de 2018, nove presos foram mortos, esquartejados, desviscerados e tiveram os corpos queimados. O fato aconteceu na Colônia Agroindustrial de Aparecida de Goiânia, onde ficam presos em regime semiaberto, no Complexo Prisional da cidade.

Na quarta-feira (26), o Mais Goiás falou com funcionários que revelaram medo: “Trabalhar lá, já é tensão a todo momento, mas nos últimos dias têm circulado umas informações de que algo já está sendo armado para estourar a qualquer momento”, disse um dos agentes penitenciários que pede para não ser identificado.