Fiscalização

Sefaz vai usar aparelhos ópticos nas blitzen do IPVA

A Sefaz contará com o uso desses novos aparelhos para reforço nas blitze de IPVA, em parceria com o Batalhão Fazendário.





//

Para discutir a ampliação do uso dos equipamentos de Reconhecimento Óptico de Caracteres (OCR, sigla em inglês), da Polícia Militar, o gerente de Arrecadação e Fiscalização, Paulo Aguiar, e o coordenador de Trânsito e Fronteira, Luciano Pessoa, ambos da Secretaria da Fazenda, estiveram nesta segunda-feira, dia 24, na Secretaria de Segurança Pública (SSP-GO). A Sefaz contará com o uso desses novos aparelhos para reforço nas blitze de IPVA, em parceria com o Batalhão Fazendário.

Participaram do encontro representantes dos batalhões Fazendário e de Trânsito, além do subcomandante regional da Polícia Rodoviária Estadual, tenente-coronel Mauro Ferreira Vilela, o chefe do Estado Maior da PM, Victor Dragalzew Júnior, e o superintendente executivo de Segurança Pública, Rogério Santana.

“Queremos otimizar a utilização do aparelho OCR deixando todos à disposição de ações com o Fisco que tem a competência de efetivar a cobrança” explicou o sub-comandante do Batalhão Fazendário, capitão Luciano de Faria.

Atualmente, a Polícia Militar conta com seis OCR – dois deles estão à disposição da Sefaz e do Batalhão Fazendário na realização de blitzen do IPVA no interior e na Grande Goiânia. A partir do mapeamento que a Sefaz disponibilizará ao Batalhão, todos os seis equipamentos passarão a ser usados em parceria com a Fazenda.

“Além dessa otimização dos equipamentos já existentes, estamos finalizando uma licitação e esperamos que daqui a dois meses tenhamos mais vinte OCR em ação” revelou o subcomandante Luciano de Faria.

Desde junho, quando as blitzen de IPVA foram intensificadas pela Sefaz, em parceria com o Batalhão Fazendário, o Fisco recuperou mais de R$ 2 milhões em IPVA e licenciamento atrasados.

Tópicos