Do Mais Goiás

Seduc é alvo de operação por suposta irregularidade na compra de álcool em gel

Mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos pela Polícia Civil na sede da secretaria

A Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão na sede da Secretaria de Educação de Goiás por suposta compra irregular de álcool em gel. (Foto: reprodução)

A Polícia Civil (PC), por meio da Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor), cumpre na manhã desta segunda-feira (21) mandados de busca e apreensão na sede da Secretaria de Educação de Goiás (Seduc), no Setor Leste Vila Nova. Pasta é investigada por supostas irregularidades em compras emergenciais de álcool em gel.

Até o momento não foram repassados detalhes da operação como quantidade de mandados e demais informações da apuração policial.

Em nota, a Seduc afirmou que recebe a atuação das equipes da Polícia Civil com tranquilidade e que as instâncias responsáveis estão sendo investigadas, não a secretária Fátima Gaviolli.

No texto, a pasta diz que atendeu providências solicitadas pelo Tribunal de Contas de Goiás (TCE-GO) e que as dúvidas apresentadas foram resolvidas. De acordo com a Seduc, a Controladoria-Geral do Estado (CGE), órgão de Controle do Governo, também fez a verificação de todo o processo de aquisição dos produtos e “não encontrou qualquer tipo de irregularidade”.

“A Seduc destaca, ainda, que procurou a Polícia Civil para apresentar todo o processo que resultou na aquisição dos produtos. Na oportunidade, fez os devidos esclarecimentos por meio da apresentação dos documentos comprobatórios dos atos e fatos”, diz trecho da nota.