Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás

Secretaria monitora vacinação de 20 adolescentes que atuam na Saúde em Goiás

Segundo Flúvia Amorim, menores serão monitorados já que poderiam tomar o imunizante apenas quando completassem 18 anos, de acordo com plano de vacinação

Vacina para covid-19 (Foto: Divulgação)
Vacina para covid-19 (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) monitora a vacinação de 20 adolescentes que atuam em unidades de saúde de algumas cidades goianas. Segundo a pasta, boa parte dos menores estão prestes a completar 18 anos, mas ainda não poderiam tomar a dose pelo fato da bula dos imunizantes recomendarem aplicações somente na maioridade.

“Nós fizemos a orientação dos municípios que registraram esses casos que observem os casos. Não significa que quem tomou a vacina vai ter efeitos adversos até porque as farmacêuticas já se prepararam para realizar testes em adolescentes”, explica a superintendente de Vigilância Sanitária, Flúvia Amorim.

Flúvia ainda ressalta que a vacinação dos menores não é considerada ilegal já que outros profissionais que atuam na saúde e que não são da linha de frente foram imunizados.

“Recebemos a informação dos municípios que essas pessoas trabalham como Jovem Aprendiz na recepção ou no Posso Ajudar desses lugares. Então, não se é investigado questão de fura- filas porque não houve irregularidades”, destaca.