Secretaria diz que vê com cautela desativação de leitos para covid no estado

Segundo a SES-GO, outros estados já apresentaram redução de internações e, posteriormente, viram o número de casos voltar a crescer.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) manifestou preocupação quanto ao anúncio de desativação de leitos direcionados a pacientes com covid-19 nos municípios de Rio Verde e Trindade. As prefeituras dos municípios em questão justificaram a desmobilização dos leitos devido a uma apontada queda de ocupação por pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Porém, segundo a SES-GO, outros estados já apresentaram redução de internações e, posteriormente, viram o número de casos voltar a crescer.

A Prefeitura de Trindade decidiu desativar 20 leitos no HCamp Cristina, mantendo os 36 do HCamp São Camilo. Para o médico clínico Elter Borges, a iniciativa se sustenta pelo baixo número de internações.

“Nas últimas três semanas, a gente tem observado uma queda significativa das internações. Nessa última semana, na segunda-feira, nós tínhamos um paciente internado no São Camilo e dois no Cristina”, informou Borges, que garantiu que a estrutura dos leitos vai permanecer, mas a equipe será remanejada para a Unidade de Pronta Atendimento (UPA) e outras unidades.

A Prefeitura de Rio Verde também confirmou que, “devido à queda significativa da taxa de ocupação de leitos nas últimas semanas no município, foi feita uma otimização de pessoal e de recursos do Hospital de Campanha para o Hospital Municipal de Rio Verde”. “Hoje, o Hospital Municipal tem condições de atender com segurança a demanda atual”, afirmou a assessoria da prefeitura

Segundo o último boletim de informações, divulgado ontem, quinta-feira, 10, o Rio Verde tem 24,1% de taxa de ocupação de leitos de enfermaria e 21,3% de taxa de ocupação de leitos de UTI.

Contudo, a SES-GO, que mantém 1.071 leitos voltados para pacientes com covid-19 no estado, não vê a questão com a mesma tranquilidade. Em nota, a pasta avaliou como prematura a desativação dos leitos e disse que outros estados também tiveram redução de casos de covid-19, mas observaram um aumento deles posteriormente.

Veja a nota abaixo:

“A SES-GO avalia com cautela essas medidas. O Estado ainda registra uma grande quantidade de novos casos diariamente e as taxas de ocupação hospitalar, em especial, de UTIs, estão acima de 80%. Outros estados já apresentaram um cenário de redução, mas posteriormente voltaram a apresentar aumento do número de casos, internações e óbitos.”