Série A

São Paulo vence fora e Inter perde chance de liderar

Time gaúcho vê encerrada sequência de cinco vitórias consecutivas, sem levar gols, nas últimas rodadas




Perto de enfim alcançar a liderança do Brasileirão, o Internacional não resistiu ao São Paulo na noite desta quarta-feira. Diante de sua torcida, no BeiraRio, o time gaúcho foi derrotado pelo placar de 1 a 0 e viu encerrada a sequência de cinco vitórias consecutivas, sem levar gols, nas últimas rodadas.

Fora da lista de convocados da seleção brasileira, Ganso decidiu a partida aos 35 minutos do primeiro tempo, diante dos olhares do técnico Dunga, presente nas tribunas do estádio. Com forte atenção à marcação, o time de Muricy Ramalho segurou a pressão dos anfitriões e sustentou a vantagem até o apito final.

O triunfo deixou o São Paulo mais próximo dos líderes da tabela. Com 29 pontos, está quatro atrás do líder Cruzeiro, que ainda entrará em campo nesta rodada, e ocupa agora o terceiro lugar. Já o Inter perdeu a grande chance de ao menos dormir na primeira colocação. Com 31 pontos, terá que esperar pelas próximas rodadas para sonhar novamente com a ponta.

O JOGO – Cheio de confiança por conta da grande sequência no Brasileirão, o Inter não respeitou o São Paulo e partiu para o ataque, na tentativa de impor pressão. Mas encontrou do outro lado um time bem postado na defesa e um meio-campo embolado. Preocupado, Muricy Ramalho colocou até Ganso e Kaká para marcar os laterais.

E assim neutralizou os primeiros minutos de desespero do Inter no ataque. Mas demorou para propor jogo. Com o passar do tempo, o time da casa era melhor porque chegava com mais força no ataque, com quatro ou cinco jogadores. Na melhor oportunidade do jogo até então, Alex recebeu de D’Alessandro pela esquerda, entrou na área e bateu forte. Rogério Ceni fez boa defesa e evitou o gol dos anfitriões, aos 26.

Mas o Inter não foi além disso antes do intervalo. Parava com frequência no tumultuado meio-campo formado por Muricy e raramente conseguia pegar a defesa rival de surpresa. O São Paulo, por sua vez, avançava pouco a pouco na marcação e já pressionava forte a partir dos 30.

A marcação adiantava deu resultado aos 35 minutos. O lance teve início numa vacilada geral da defesa do Inter. Paulo Miranda roubou a bola e acionou Kaká, dentro da área. O meia deu belo passe para Alvaro Pereira, que encheu o pé e bateu forte da esquerda. Dida fez a defesa mas deu rebote. E Ganso, quase na pequena área, só completou para as redes: 1 a 0.

O segundo tempo começou com nova tentativa de pressão dos anfitriões. E a forte presença no ataque fez a torcida vibrar aos 7 minutos, quando Rafael Moura pegou rebote na área e completou para o gol, após jogada de D’Alessandro. O árbitro, contudo, assinalou corretamente o impedimento.

Seis minutos depois, a torcida são-paulina também gritou gol sem razão. Pato fez dura disputa de bola com Alex, levou a melhor e mandou para as redes. Mas a arbitragem anulou o lance.

A partir dos 20 minutos, os dois times ficaram cada vez mais objetivos. Com pressa, o Inter chegava no ataque na base do desespero, enquanto o São Paulo fazia investidas pontuais, mas mais perigosas. Em uma delas, Pato iniciou contra-ataque e acionou Kaká, que bateu forte e balançou as redes, pelo lado de fora.

Aos 30, o São Paulo ganhou o reforço do estreante Michel Bastos. E, com ele em campo, o visitante quase marcou o segundo aos 35. O meia investiu pela esquerda e cruzou rasteiro para finalização de Pato. A bola acertou o braço esquerdo de Juan dentro da área, mas o juiz ignorou o lance.

O Inter respondeu na sequência. Wellington Paulista, em seu primeiro lance após substituir Bertotto, deu linda cabeçada e carimbou o travessão. O São Paulo, então, se defendia com quase todos os jogadores enquanto o Inter seguia martelando. Alex, aos 45, finalizou da esquerda para fora naquela que foi a última chance de os anfitriões buscarem o empate.

Na próxima rodada, o São Paulo vai fazer o clássico com o Santos domingo, no Morumbi. O Inter tentará retomar as vitórias diante do Atlético Mineiro, sábado, no Independência.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL 0 x 1 SÃO PAULO

GOL – Ganso, aos 35 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Hudson e Fabrício.

ÁRBITRO – Grazianni Maciel Rocha (RJ).

RENDA – R$ 982.625,00.

PÚBLICO – 29.267 pagantes (34.262 no total).

LOCAL – Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

INTERNACIONAL – Dida; Wellington Silva, Ernando, Juan, Fabrício; Ygor (Valdivia), Matheus Bertotto (Wellington Paulista), Aránguiz, Alex (Jorge Henrique), D’Alessandro; Rafael Moura. Técnico: Abel Braga.

SÃO PAULO – Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva e Álvaro Pereira; Denilson, Hudson, Kaká e Paulo Henrique Ganso (Michel Bastos); Alexandre Pato (Ademilson) e Alan Kardec. Técnico: Muricy Ramalho.

Tópicos