Do Mais Goiás

São João da Paraúna está perto de vacinar com a 1ª dose todos com mais de 18 anos

Cidade imuniza maiores de 28 anos nesta quarta-feira

Vacinação contra covid-19 em Goiás (Foto: Jucimar Sousa/Divulgação)
Vacinação contra covid-19 em Goiás (Foto: Jucimar Sousa/Divulgação)

A cidade goiana de São João da Paraúna, a cerca de 150 km de Goiânia, pode ser a primeira cidade do País a imunizar todos os habitantes acima de 18 anos contra Covid-19 – sem contar, é claro, aqueles municípios que passaram pelos processos de imunização em massa por estudo clínico. Nesta quarta-feira (9), a prefeitura já começa a imunizar com a primeira dose aqueles com mais de 28 anos. E o prefeito Juninho (DEM) diz que, na próxima semana ou na outra, pode alcançar o restante.

Na semana passada, eles receberam 230 vacinas. Nesta, 210. Juninho diz que, se o número se repetir, eles estarão muito próximos de imunizarem todos com a primeira dose. O município, que tem 1.478 acima dos 18 anos, já vacinou 899 com a primeira dose – ainda há 20 doses para esta semana. Já o reforço foi aplicado 320 vezes.

Questionado sobre a velocidade, ele diz que o número de habitantes é bem pouco. Isso facilitou a vacinação das demais fases, que incluem profissionais da saúde, segurança, idosos, professores e, claro, aqueles com comorbidades.

São João da Paraúna tem 1.600 habitantes. Há 30 dias, segundo o gestor, nenhum caso da doença é registrado. Apenas três óbitos ocorreram desde o começo da pandemia. O número total de infectados foi de 78.

Hoje, o município tem um decreto que o prefeito considera flexível, mas não imprudente. Os cultos estão permitidos uma vez por semana, mas com 30% da capacidade dos templos. O futebolzinho nos campos da cidade, também só uma vez a cada sete dias, e todos precisam usar máscara.

O comércio está aberto, seguindo as regras sanitárias da Secretaria de Estado de Saúde (SES-GO). Já os bares e similares, podem funcionar até às 22h, mantendo o distanciamento entre as mesas e com capacidade reduzida.

“Por ser uma cidade pequena, a gente consegue conversar com a população diretamente. Por isso tivemos um baixo índice. Foi mais fácil passar a mensagem e todos entendem.” Segundo ele, foram feitas várias reuniões com comércio, religiosos e outros setores.

Sobre o que é preciso para vacinar, nesta quarta, diz que basta levar os documentos pessoais, cartão do SUS e da vacina, e o comprovante de endereço. Nesta terça (8), serão vacinados aqueles que aguardam a segunda dose. A cidade só tem um posto de vacinação, a Unidade Básica de Saúde (UBS) do centro.

Folder de divulgação da vacinação do dia 9 (Imagem: Prefeitura de São João da Paraúna)