4x1

Santos é atropelado pelo Goiás no Serra Dourada

Donos da casa tiram proveito de erros, massacram rival no segundo tempo e se afastam do Z-4





//

Hoje comemora um ano de aniversário da derrota da Seleção Brasileira por 7 a 1 para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo. Nesta quarta-feira, no Serra Dourada, o Santos parece que quis homenagear a equipe do técnico Luiz Felipe Scolari, pois levou uma goleada por 4 a 1 do Goiás.

O Goiás se aproveitou do “apagão” e das falhas do Santos e matou o jogo rapidamente. O primeiro gol foi marcado por Felipe Menezes, em pênalti cometido por Lucas Otávio, após vacilo de Thiago Maia, que também falhou no terceiro. Depois, foi Fred quem agradeceu à zaga rival, que não conseguiu afastar bola de cobrança de falta.

Aos 13 minutos, Thiago Maia errou de novo e Felipe Menezes fez o seu segundo na partida, de fora da área. Depois, Daniel Guedes cabeceou para trás no campo de defesa, Bruno Henrique ficou com ela e cruzou na medida para Carlos fazer o quarto. Ricardo Oliveira marcou de pênalti, no fim, o tento de honra do paulistas.

A partida marcou a despedida de Augusto César do comando do Goiás, já que a diretoria já se acertou com Juninho Camargo, ex-auxiliar de Paulo Roberto Falcão. Aliás, o novo comandante assistiu a atuação de gala de sua equipe dos camarotes do estádio.

Em crise profunda, o Santos recebe o Figueirense na Vila Belmiro, às 18h30 do próximo sábado. Já o Goiás, que venceu uma partida depois de oito rodadas sem sair de campo com os três pontos, visita o Cruzeiro, no Mineirão, às 16 horas de domingo.

FICHA TÉCNICA:
GOIÁS 4 X 1 SANTOS

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 8 de julho de 2015, quarta-feira
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS-FIFA).
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS-ESP-2) e Rafael da Silva Alves (RS -ASP-FIFA)
Cartões amarelos: Thiago Maia, Daniel Guedes, Werley (Santos)
Renda: R$ 50.925,00
Público: 1.829 pagantes

Gols:
GOIÁS: Felipe Menezes, aos 3 e aos 13 minutos do segundo tempo. Fred, aos 6, e Carlos Eduardo, aos 16 do segundo tempo
SANTOS: Ricardo Oliveira, aos 43 minutos do segundo tempo.

GOIÁS: Renan; Clayton Sales, Felipe, Fred e Diogo; Rodrigo, David, Liniker e Felipe Menezes (Juliano); Bruno Henrique e Carlos Eduardo (Murilo)
Técnico: Augusto César (interino)

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes (Caju), Werley, David Braz e Victor Ferraz; Lucas Otávio (Neto Berola), Thiago Maia, Rafael Longuine e Lucas Lima; Gabriel (Marquinhos Gabriel) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Marcelo Fernandes

Tópicos