INUNDAÇÃO

“Saímos com a roupa do corpo”, diz mulher que teve casa destruída pela chuva em Goiânia

O local foi interditado e, segundo Letícia, não deu tempo de salvar nada


Ton Paulo
Do Mais Goiás | Em: 10/01/2021 às 11:27:21

Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

Uma dona de casa de Goiânia teve a residência destruída após o local ser inundado pela água da forte chuva que caiu na capital no último sábado (9). Letícia, que tem 26 anos e mora com a família no setor Jardim Europa, relata que a enxurrada penetrou na casa e fez com que a água chegasse ao nível de 1,5 metro, provocando estragos.

O local foi interditado e, segundo Letícia, não deu tempo de salvar nada.

Ao Mais Goiás, a mulher, que vive com o pai, de 59 anos, e mãe, de 55, e o irmão de 33 anos, relata que era por volta de 19h quando a água dentro da casa, que vinha da rua, começou a subir. Meia hora depois, às 19h30, a situação estava de um jeito que obrigou a família a pedir socorro. “A enxurrada desceu todinha para a porta da minha casa. Foi enchendo, enchendo até que eu tive que chamar os bombeiros”, conta.

Segundo Letícia, foram momentos de desespero. Ela conta que estava com sua filha de 5 anos quando a água começou a subir. Quando o nível de inundação chegou a cerca de 1,5 metro, a única saída foi deixar a pequena em cima do carro da família. “Não tinha outro lugar, já estava tudo inundado”.

Ao chegar no local, o Corpo de Bombeiros tratou de interditar a casa e informou que os moradores não poderiam ficar ali nem mais um minuto. Letícia conta que ela e a família tiveram que sair às pressas, do jeito que estavam, para evitar o pior.

“Saímos com a roupa do corpo porque a água estava muito alta. Se a gente tentasse tirar qualquer coisa, a gente descia junto com a enxurrada”, diz.

Garagem da casa afundou

Os estragos deixados pela inundação na casa impressionam. De acordo com Letícia, o fundo da garagem da casa “afundou com carro e tudo” para dentro do quarto. A mulher conta que a enxurrada “saiu arrebentando a cozinha, muro, até chegar na avenida Consolação”.

Letícia, que está abrigada com a família na casa de familiares, revela que já está procurando outra casa, pois a que morava não poderá ser habitada tão cedo. A residência perdeu até mesmo a energia elétrica, uma vez que toda a fiação ficou comprometida.

A dona de casa relata que possui seguro da casa, mas ao ligar para a empresa para acionar a cobertura, foi informada de que ela deveria dispor dos dados quanto à “velocidade do vento” no momento do ocorrido para ser comprovado que a casa foi afetada por uma tempestade. Caso contrário, segundo ela, não haverá cobertura dos danos.

A reportagem do Mais Goiás tenta contato com o Bradesco Seguros para obter mais informações.

Veja como ficou a casa após ser inundada: