Eleições

“Saída honrosa”, diz Veter Martins sobre candidatura em Aparecida

“Não era o que eu queria, mas agora é um projeto”, afirma


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 17/09/2020 às 12:58:23

Após desistir de disputa em Aparecida de Goiânia, Veter Martins afirmou que vai ajudar Vanderlan na campanha em Goiânia. (Foto: divulgação)
Após desistir de disputa em Aparecida de Goiânia, Veter Martins afirmou que vai ajudar Vanderlan na campanha em Goiânia. (Foto: divulgação)

O apoio de Ronaldo Caiado (DEM) a Vanderlan Cardoso (DEM) em Goiânia impactou o cenário de Aparecida. Com isso, o Veter Martins (PSD), atual vice de Gustavo Mendanha (MDB), foi substituído por pastor Romeu Ivo (MDB). Com isso, Veter sairá candidato, com a bênção do governador. “Foi uma saída honrosa”, justificou o vice de Mendanha.

Ao Mais Goiás, Veter explicou que até agora não entendeu direito o que aconteceu. Ele afirma que seu projeto era continuar como vice de Gustavo e que a situação era certa, até o último momento. “Insisti até o último momento”, garante. “Mas na última hora fui rifado.”

Martins lembra que, em determinado momento de aproximação de Gustavo com o governador Ronaldo Caiado (DEM), foi dito a ele que o vice seria do DEM. “Aí eu cederia, pois não seria um empecilho em um projeto dessa grandeza, não teria como ser diferente. Depois disseram que poderia ser outro partido que ajudaria Maguito e ficou aquela insegurança. Mas por fim decidiram que seria eu mesmo. Mas na quarta (16) teve essa reviravolta.”

Então, de acordo com Veter, dez minutos depois do anúncio do pastor Romeu Ivo como vice, o governador Ronaldo Caiado ligou para ele, junto com o senador Vanderlan, e fez a proposta. “Me deram um xeque-mate. Me deram estrutura. Não tive alternativa. Não era o que eu queria, mas agora é um projeto”, afirma.

Sobre o vice, ele afirma que deu toda a liberdade ao governador Ronaldo Caiado de indicar. “Deve ser alguém do Avante”, especula. Além disso, ele informa que as siglas da base caiadista devem se unir a ele. Ele não sabe dizer quais no momento, mas acredita que chegue a 12.

Gustavo e MDB

“O próprio Gustavo não me ligou”, lamentou Veter, sem disfarçar a frustração. “Meu irmão, meu amigo.” Em relação ao candidato em Goiânia, Maguito Vilela, e ao presidente do MDB estadual, Daniel Vilela, de quem também é próximo, ele revela que já conversou.

“Eles ainda queriam que eu ajudasse o Gustavo. Mas eu não teria argumento para minha família se fizesse isso. Ser candidato foi a saída honrosa que encontrei”, finaliza.

Segundo o site Goias365, já estão confirmados com Veter as seguintes siglas: Avante, PTB, Progressistas, PRTB, Partido Verde, Podemos, PSC, PMN, Democratas, Pros, além do próprio PSD.