FolhaPress

Saiba quem poderá receber a 6ª parcela do auxílio emergencial

Pagamentos começam nesta sexta (17); veja os calendários completos

Saiba quem poderá receber a 6ª parcela do auxílio emergencial
Saiba quem poderá receber a 6ª parcela do auxílio emergencial (Foto: Reprodução - Agência Brasil)

Os trabalhadores que têm direito ao auxílio emergencial 2021 devem ficar a tentos ao calendário completo de pagamento da sexta e da sétima parcelas do benefício —as duas últimas. A Caixa Econômica Federal terminará os depósitos em novembro.

A Dataprev (empresa de tecnologia do governo federal) faz um pente-fino mensal para saber se as pessoas cadastradas no auxílio emergencial ainda atendem aos requisitos e, portanto, seguem com direito às cotas finais do benefício federal.

Para saber se o trabalhador receberá a sexta e a sétima parcelas, é necessário consultar o site da Dataprev ou este link do Ministério da Cidadania.

Saiba como consultar sua parcela do auxílio emergencial

  1. Acesse consultaauxilio.cidadania.gov.br
  2. Informe CPF, nome completo, nome da mãe e sua data de nascimento
  3. Depois, vá em “Não sou um robô” e, em seguida, clique em “Enviar”
  4. Se não souber o nome da mãe, clique em “Mãe desconhecida”, vá em “Não sou um robô” e clique em “Enviar”
  5. Na próxima tela, aparecerá o resultado da consulta

Pago a quem perdeu renda na pandemia de Covid-19, a rodada de 2021 do auxílio não deve ser prorrogada.

A sexta e penúltima parcela do benefício começa a ser paga nesta sexta-feira (17) a quem é do Bolsa Família. Os depósitos são feitos conforme o final do NIS NIS (Número de Identificação Social). A grana é liberada hoje para quem tem NIS final 1. Os pagamentos seguem até 30 de setembro, para NIS com final zero.

Para os informais inscritos no CadÚnico, o depósito da grana começa na terça-feira (21), obedecendo o mês de nascimento. A primeira cota é liberada para nascidos em janeiro. O pagamento termina em 3 de outubro para nascidos em dezembro. Os valores estarão disponíveis para saque a partir de 4 de outubro.

Já a sétima e última parcela do auxílio começará a ser creditada em 18 de outubro para quem é do Bolsa Família. Os informais começam a receber em 20 de outubro, com saque a partir de 1º de novembro.

A parcela da rodada de 2021 do auxílio emergencial 2021 varia de R$ 150, para quem mora sozinho, a R$ 375 para família cuja mãe é a única responsável pelo sustento de filhos menores de idade. Os demais beneficiários recebem R$ 250.

Quem tem direito?

O auxílio é pago a famílias com renda, por pessoa, de até meio salário mínimo (R$ 550) e renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300).

Para o público do Bolsa Família, segue valendo a regra: recebe-se o benefício com maior parcela, ou o próprio valor do Bolsa Família ou o auxílio.

Trabalhadores formais (com carteira assinada) continuam impedidos de solicitar o auxílio emergencial.

Além disso, cidadãos que recebam benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista ou de programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família e PIS/Pasep, não fazem parte do público que receberá as parcelas de R$ 250.

Estão excluídos ainda contribuintes que tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019, ou tinham, em 31 de dezembro daquele ano, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.

Auxílio emergencial 2021: Calendários completos até novembro

  • Beneficiários do Bolsa Família começam a receber nesta sexta-feira (17) a sexta parcela do auxílio emergencial
  • Para o público em geral, que são os informais inscritos no CadÚnico, o depósito da grana na poupança digital da Caixa começa na terça-feira (21)

Saiba se vai receber

  • A Dataprev faz o pente-fino mensal para saber se as pessoas cadastradas para receber o auxílio emergencial ainda atendem aos requisitos
  • Para saber se vai receber a sexta e a sétima parcela, o trabalhador deve fazer a consulta pelo site da Dataprev (dataprev.gov.br) ou pelo site consultaauxilio.cidadania.gov.br

Veja o calendário de pagamento da sexta e da sétima parcela:

Para Bolsa Família:

(Foto: Reprodução – Folhapress)

Para trabalhadores informais

Crédito na poupança digital

(Foto: Reprodução – Folhapress)

Disponibilização para saque

(Foto: Reprodução – Folhapress)