Do Mais Goiás

Rubens Barrichello vence a Corrida do Milhão em Goiânia

Piloto pôs fim ao tabu de que os que faziam a pole não venciam a prova e agora é o mais novo milionário do automobilismo brasileiro

Quase dois anos após sua estreia na Stock Car, Rubens Barrichello conquistou neste domingo sua primeira vitória na principal categoria do automobilismo brasileiro. E não foi qualquer vitória. O ex-piloto da Fórmula 1 faturou seu primeiro triunfo logo na famosa Corrida do Milhão, que oferece R$ 1 milhão ao vencedor, disputada em Goiânia neste ano.

Largando na pole position, Rubinho venceu praticamente de ponta a ponta e foi o protagonista dos melhores momentos da emocionante corrida. Ele passou as últimas voltas fazendo grande duelo com Thiago Camilo pelo segundo lugar, atrás somente de Lucas Foresti, então líder da prova.

Rubinho e Camilo se alternaram na posição a poucos minutos para o fim da prova, com seguidas ultrapassagens. O primeiro, contudo foi mais eficiente ao usar o botão de ultrapassagem nos momentos decisivos e conquistou o primeiro lugar ao deixar Camilo para trás, faltando quatro minutos para o final, e ver Foresti ir para os boxes.

“Foi tudo de bom. Estou me segurando, é muita emoção”, disse o piloto veterano à TV Globo, sem esconder a felicidade. No pódio, Rubinho comemorou com o filho Dudu, Camilo e Galid Osman, terceiro colocado. Aos 42 anos, o ex-piloto da Fórmula 1 faturou sua primeira vitória na categoria em sua segunda temporada.

Ele estreou no fim de 2012 apenas para disputar duas provas e disputou em 2013 sua primeira temporada completa, quando obteve seu primeiro pódio. O lugar mais alto, contudo, só veio nesta quinta etapa do ano, em Goiânia.

Os resultados da Corrida do Milhão alteraram o panorama do campeonato. Quarto colocado neste domingo, Átila Abreu assumiu a liderança, com 76 pontos. Thiago Camilo é o novo segundo, com 72. Júlio Campos, com 71, é o terceiro. E Rubinho ocupa o quarto lugar, com 69 pontos.

Classificação da Corrida
1 #111 Rubens Barrichello (Full Time Competições) – 36 voltas, em 52:22.650
2 #21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 0.186
3 #28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 10.258
4 #51 Átila Abreu (Mobil Super Racing) – a 13.533
5 #4 Julio Campos (Prati-Mico’s Racing) – a 15.607
6 #1 Antonio Pizzonia (Prati-Mico’s Racing) – a 16.818
7 #18 Allam Khodair (Full Time Competições) – a 19.388
8 #0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 20.229
9 #90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 23.008
10 #11 Nonô Figueiredo (Mobil Super Racing) – a 24.266
11 #73 Sergio Jimenez (Voxx Racing Team) – a 28.645
12 #65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 29.142
13 #70 Diego Nunes (C2 Team) – a 30.529
14 #12 Lucas Foresti (RC3 Bassani) – a 33.429
15 #88 Felipe Fraga (Vogel Motorsport) – a 33.773
16 #5 Denis Navarro (Voxx Racing Team) – a 33.900
17 #10 Ricardo Zonta (RZ Motorsport) – a 38.531
18 #83 Gabriel Casagrande (C2 Team) – a 44.078
19 #25 Tuka Rocha (RZ Motorsport) – a 44.534
20 #100 Bia Figueiredo (ProGP) – a 45.402
21 #110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – a 54.890
22 #74 Popó Bueno (Shell Racing) – a 1:09.845
23 #26 Wellington Justino (Boettger Competições – a 1:12.084
24 #82 Alceu Feldmann (Hanier Racing) – a 1 volta
25 #29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 2 voltas
26 #80 Marcos Gomes (Schin Racing Team) – a 3 voltas
27 #77 Valdeno Brito (Shell Racing) – a 7 voltas
28 #72 Fabio Fogaça (Schin Racing Team) – a 7 voltas
29 #14 Luciano Burti (Vogel Motorsport) – a 9 voltas
30 #8 Rafael Suzuki (ProGP) – a 29 voltas
31 #46 Vitor Genz (Boettger Competições) – a 32 voltas
32 #2 Rafa Matos (Hot Car Competições) – a 6 voltas
33 #7 Beto Cavaleiro (Hanier Racing) – a 17 voltas