Cinema

Rogue One: Uma História Star Wars não terá continuação

A CEO da Lucasfilm também rebateu críticas contra as novas protagonistas femininas da franquia




A CEO da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, não está pra brincadeira. Começando a turnê de divulgação de Rogue One: Uma História Star Wars, a presidente da empresa está rebatendo críticas e rumores a torto e a direito, além de responder a alguns desafetos.

 

Ao New York Times, ela criticou os fãs que reclamaram de Rey e Jyn Erso, novas heroínas de Star Wars: “Não tenho responsabilidade de agradar esses fãs”, disse, “Nunca diria ‘bom, essa é uma franquia e foi voltada para os homens por muitos, muitos e muitos anos, acho que agora devo algo a eles’. Queremos que o público se relacione a Jyn como uma pessoa, independente de ser um garoto ou uma garota”.

 

Já à Empire, Kennedy confirmou que o novo filme não terá uma continuação: “Não haverá um Rogue Two”. Segundo ela, o plano é fazer filmes fechados entre os da saga principal e é só isso. Ao Omelete, o diretor Gareth Edwards havia dito anteriormente que a continuação de Rogue One já existe: é o primeiro filme de Star Wars, lançado em 1977.