Do Mais Goiás

River Plate vence Boca e vai à final da Sul-Americana

Anfitriões conseguiram sua primeira classificação em torneios internacionais diante do Boca, que se orgulhava desta "freguesia".

O River Plate está na decisão da Copa Sul-Americana. Depois de um empate por 0 a 0 na ida, em La Bombonera, a equipe derrotou o arquirrival Boca Juniors por 1 a 0 em meio a uma incrível atmosfera no Monumental de Nuñez, quebrou um tabu histórico e garantiu vaga na final diante do Atlético Nacional, da Colômbia.

Sabendo da necessidade de vitória, a torcida lotou o estádio do River para empurrar sua equipe, e deu certo. Com o resultado, os anfitriões conseguiram sua primeira classificação em torneios internacionais diante do Boca, que se orgulhava desta “freguesia”. Nas três vezes que se enfrentaram posteriormente, o time de La Bombonera havia vencido todas: na Supercopa de 1994 e nas Libertadores de 2000 e 2004.

E o filme da eliminação passou novamente na cabeça dos torcedores do River logo no início do confronto de quinta-feira. Logo com um minuto, Rojas dominou mal, César Meli aproveitou para roubar a bola e foi calçado. Pênalti para o Boca. Gigliotti cobrou no canto esquerdo, mas Barovero voou para espalmar e impedir a abertura do placar.

O River cresceu com isso e chegou ao gol da vitória logo aos 15 minutos. Pisculichi brigou no campo de ataque, recuperou a bola e correu para a área. A jogada se desenrolou e o atacante recebeu cruzamento cruzado na entrada da área. Então, tocou cruzado, de primeira, sem chance para Orión.

O Boca foi para cima em busca do empate e teve algumas chances ainda no primeiro tempo, sendo as melhores justamente com Gigliotti. Mas na etapa final, o River se fechou e garantiu o resultado. As coisas ficaram ainda mais difíceis para os visitantes depois que Daniel Díaz foi expulso por falta dura.

Agora, o River se prepara para as duas partidas da decisão diante do Atlético Nacional, que deverão acontecer nas próximas duas quartas-feiras. A primeira será no Estádio Atanasio Girardot, em Medellín, na Colômbia. O título será decidido no dia 10, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires.