Do Mais Goiás

Rio de Janeiro bate Praia Clube e leva a Superliga feminina pela 11a vez

Natália, da equipe campeã, foi eleita a melhor jogadora da partida.

O Rexona/AdeS, equipe do Rio de Janeiro, conquistou, pela 11ª vez, o título da Superliga feminina de vôlei. As cariocas bateram o Praia Clube, por 3 sets a 1, com parciais de 25/18, 26/28, 28/26 e 28/26, e comemoraram mais um troféu, o quarto consecutivo. Às mineiras, restou comemorar o fato de ter chegado pela primeira vez à decisão do maior torneio do vôlei nacional.

O JOGO

O Dentil/Praia Clube começou melhor a decisão e abriu 3/1. O Rexona-AdeS buscou e deixou tudo igual em 3/3. O time carioca, então, virou o jogo e abriu vantagem em 7/5. A diferença aumentou ainda mais em 12/8 e, neste momento, Picinin pediu tempo. Bem no bloqueio, a equipe de Uberlândia encostou no placar (12/11) e foi a vez de Bernardinho parar o jogo. No bloqueio individual de Gabi, o Rexona-AdeS voltou a abrir: 14/11. O set seguiu favorável ao time do Rio, que colocou cinco de diferença em 18/13 e aumentou ainda mais em 20/14. O Rexona, então seguiu melhor e, no bloqueio, fechou em 25/18.

No início do segundo set, o Rexona-AdeS logo abriu 2/0. Melhor em quadra, a equipe carioca ainda chegou a 5/0. Com ponto de bloqueio de Juciely, o time do Rio fez 7/2. O Dentil/Praia Clube reagiu e, quando reduziu a desvantagem para 7/5, Bernardinho pediu tempo. O time mineiro buscou o placar e deixou tudo igual em 8/8. A parcial seguiu empatada (13/13) e, na sequência, o time de Bernardinho fez 16/13. O Praia Clube encostou em 18/17 e o set ganhou ainda mais emoção. Com Ramirez no bloqueio, o Dentil deixou tudo igual (19/19) e Bernardinho pediu tempo. Depois de uma bola bastante disputada, o Rexona-AdeS pontuou e fez 21/19. O Dentil/Praia Clube buscou o placar e encostou em 23/22 e, no bloqueio, chegou ao ponto de empate (24/24). No bloqueio de Malu, o time mineiro fez 27/26 e a parcial seguiu disputada e, com outro ponto neste fundamento, fechou em 28/26.

Embalado pela vitória no set anterior, o Dentil/Praia Clube abriu boa vantagem em 6/3, quando Bernardinho pediu tempo. A equipe mineira seguiu bem e, com Michelle, fez 8/4. A vantagem da equipe de Uberlândia ainda foi a 11/7. No bloqueio de Ramirez, o Praia ainda fez 14/9. O técnico do Rexona-AdeS mexeu no time, mas o Dentil/Praia Clube seguiu na frente: 16/12. No ace de Ramirez, o time mineiro fez 17/12. Com ponto de bloqueio de Walewska, o placar foi para 19/13 e Bernardinho parou o jogo. O time carioca, então, reagiu e, quando reduziu a vantagem adversária para 20/17, Picinin pediu tempo. As mineiras voltaram com ritmo forte e chegaram a 23/18. O Rexona-AdeS demonstrou poder de reação e, no contra-ataque de Gabi, chegou ao empate em 23/23. O set seguiu extremamente equilibrado (25/25). Com dois bloqueios seguidos de Carol, o Rexona fechou 28/26.

O time do Rio de Janeiro o quarto set com ritmo forte, abrindo 6/1. O Dentil/Praia Clube, então, reagiu e, quando aproximou em 6/4. Bernardinho pediu tempo. O Rexona-AdeS voltou a pontuar bem e fez 9/6. O placar ficou apertado, quando a equipe carioca fez 14/13, mas, no bloqueio de Walewska, o Praia assumiu o comando do marcador em 17/16. Com Monique pontuando bem, o Rexona-AdeS colocou dois pontos de vantagem no set que poderia ser decisivo: 20/18. O time carioca seguiu melhor e chegou a 22/19. O Praia buscou e deixou tudo igual em 22/22 e, depois, com Natasha, fez 23/22. O set chegou a 24/24, ganhando ainda mais emoção. No bloqueio simples de Natália, o Rexona fez 25/24. No final, o time do Rio fechou em 28/26.

EQUIPES

REXONA-ADES – Roberta, Monique, Juciely, Carol, Gabi e Natália. Líbero – Fabi
Entraram – Drussyla, Court
Técnico: Bernardinho

DENTIL/PRAIA CLUBE – Claudinha, Daymi, Natasha, Walewska, Michelle e Alix. Líbero – Tássia
Entraram – Ju Carrijo, Malu, Pri Daroit
Técnico: Ricardo Picinin