Polêmica

“Rico que bate panela transforma ela em penico”, diz José de Abreu sobre panelaço

O ator narrou um vídeo do programa partidário do PT que ironiza o panelaço. Na produção, o PT afirmava que gosta mesmo é de “panela cheia”.





//

O ator global José de Abreu, um dos maiores defensores de nomes como o ex-ministro José Dirceu e o ex-presidente Lula, ambos do PT, entrou em mais uma polêmica.

Em entrevista à jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, o ator global deu sua opinião sobre os panelaços durante os pronunciamentos da presidente Dilma Rousseff em cadeia nacional no rádio e na TV.

“Antes, na América Latina, os pobres batiam panela porque passavam fome. Um rico que bate panela não tem o mesmo simbolismo. Está transformando ela num penico”, afirma. O ator narrou um vídeo do programa partidário do PT que ironiza o panelaço.

Na produção, o PT afirmava que gosta mesmo é de “panela cheia”. O vídeo foi veiculado na semana passada, no mesmo período em que José de Abreu estava na cidade de Paris, na França.

“Foi uma coincidência. Tive duas semanas de folga e fui resolver coisas de um filme que estou produzindo lá”, diz o ator. O global também justificou sua ausência do Twitter pouco antes da exibição do programa do PT na televisão. “Não tava a fim de levar porrada à toa. Já me dão sem fazer programa do PT, imagina fazendo. Mas depois eu volto, pra falar de novela, essas coisas”.