Música

Revelado na internet, Jão lança seu primeiro álbum e prepara turnê pelo país

Em 'Lobos', o cantor assina composição todas as faixas em um tipo de "sofrência pop". Primeiro single, 'Vou Morrer Sozinho', foi lançado no início da semana


FolhaPress
FolhaPress
Do FolhaPress | Em: 17/08/2018 às 09:45:51

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

O cantor Jão, 23, lança nesta sexta-feira (17) o seu primeiro CD, Lobos. Com dez faixas, incluindo o hit Imaturo, o álbum deverá servir de base para uma turnê nacional ainda neste ano.

Compositor e coprodutor de todas as faixas, em parceria com Pedro Tófani, Jão revela tristezas e fragilidades nas canções que misturam batidas de pop e sons regionais, o que ele descreve como “sofrência pop”.

Ele conta ao F5 que o álbum é autobiográfico e sobre autoaceitação. “A mensagem principal que quero passar é que as diferenças de cada um os fazem únicos. Percebi e aceitei que tudo aquilo que eu tinha medo de mostrar, fazia parte de quem eu era”, disse.

Segundo ele, a faixa mais sincera é Eu Quero Ser Como Você, que fala sobre invejar e viver a vida de outra pessoa. A faixa principal Lobos, que dá nome ao álbum, também segue a temática.

Na capa do álbum, ele se apoia na figura selvagem e escreve um manifesto: “Quando a lua cheia cair sobre o sertão vazio, e iluminar a terra e seus corpos frios, anunciem em afoite, saiam das ruas todos, foi iniciado o expurgo da noite. É o arrebatamento dos desgraçados, malcriados, vagabundos, um a um, ainda que em medo, irão todos. Pois que uivem altos os perdidos. A alcateia saúda os novos lobos.”

A única participação especial do álbum é do cantor português Diogo Piçarra, que faz dueto com Jão em Aqui.

Na última terça-feira (14), Jão também lançou o clipe de Vou Morrer Sozinho, uma das músicas que fazem parte do álbum. A canção entrou na lista das 50 músicas mais tocadas do Spotify Brasil e foi #1 nos trending topics do Twitter.

“Apesar de eu ser de escorpião e gostar de me vingar das pessoas, eu ainda sou muito passional. Gosto de me entregar mas tenho um problema: quando alguém gosta de mim, eu perco um pouco o interesse”, comenta sobre a sua relação com essa música. “A gente sempre quer alguma coisa que não pode ter.”

Jão também disse que já deve começar os ensaios para a próxima turnê: “Quero que ela seja um projeto próprio, e não shows aleatórios apenas para divulgar o álbum. Já estamos montando ideias de cenários e temos nos inspirado nas florestas.” A turnê acontecerá ainda neste ano, mas não tem data confirmada.

Lapidar minha vida

Jão, cujo nome é João Vitor Romania, é natural de Américo Brasiliense, a 290 km de São Paulo, mas se mudou para a capital aos 17 anos. Ele conta que, por crescer no interior, ouviu muito forró, sertanejo e músicas regionais.

Apesar de ter sido mais introspectivo na infância, sempre gostou muito da música pop e procurou trazer esses múltiplos estilos para seu álbum, acrescentando artistas em que se inspira, como Cazuza, Freddie Mercury e Michael Jackson.”Tentei lapidar a minha vida em formato musical. E me preocupo em fazer um palco mais brasileiro.”

O cantor foi descoberto pela internet e, em janeiro deste ano, lançou o hit “Imaturo”, que ficou entre as cem músicas mais ouvidas do Brasil e lhe rendeu maior visibilidade. Também recebeu o prêmio MTV MIAW, como revelação da música nacional.