Do Mais Goiás

Repórteres da Rádio Bandeirantes são indiciados por injúria racial contra Celsinho do Londrina

O fato ocorreu no dia 17 de julho, na partida entre Goiás x Londrina

Os repórteres da Rádio Bandeirantes Romes Xavier e Vinícius Silva serão indiciados por injúria racial por comentários realizados contra o jogador Celsinho, do Londrina, durante o jogo com o Goiás, no estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia, no mês de julho. As informações foram confirmadas ao Mais Goiás pelo delegado Joaquim Adorno.

Romes e Vinícius realizaram comentários depreciativos sobre o cabelo crespo do jogador. O crime está tipificado no Artigo 140, Parágrafo 3, do Código Penal. Os jornalistas, se condenados, poderão cumprir penas de um a três anos de reclusão e multa.

 

Segundo o delegado, a eventual pena prevista para os comunicadores pode ser triplicada, visto que a injúria foi cometida “na presença de várias pessoas ou por meio que divulgue a divulgação da calúnia” e “cometida ou divulgada em quaisquer modalidades de redes sociais”, aponta o Código Penal.

O caso foi registrado pelo atleta em uma delegacia de Londrina, mas foi transferido para Goiás. O Grupo Especializado no Atendimento à Vítima de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Geacri) assumiu as apurações e encerrou o inquérito na última segunda-feira (13).

A Polícia Civil também enviará cópia do inquérito às vítima para que tome as providências que entender pertinentes na área cível.

 

Relembre o caso

O fato aconteceu no jogo entre Goiás e Londrina, na tarde sábado 17 de julho, no Estádio Hailé Pinheiro. Aos 22 minutos do primeiro tempo Celsinho recebeu uma pancada no tornozelo e ficou caído em campo. Foi quando o narrador Romes Xavier começou com os comentários pejorativos falando que o jogador demorou a se levantar pois seu cabelo deveria “pesar demais”.

O comentarista Vinícius Silva continuou com o desrespeito afirmando que o cabelo de Celsinho parecia “mais uma bandeira de feijão” do que um “verdadeiro cabelo”. E completou ” não é porque eu estou perdendo os cabelos que eu vou achar um negócio imundo desse bonito.”

Assim que o trecho da web transmissão da Rádio Bandeirantes Goiânia viralizou nas redes sociais, torcedores e o Londrina Esporte Clube repudiaram a atitude dos comunicadores.

Em uma publicção no Twitter oficial o clube postou: “Racismo não! O Londrina vem a público manifestar o seu profundo repúdio quanto ao ato de racismo praticado pelo narrador Romes Xavier e o comentarista Vinicius Silva, da Rádio Bandeirantes de Goiânia, em face do meia Celsinho, na transmissão da partida contra o Goiás.

 

Em seu perfil no Instagram, o próprio Celsinho repostou as mensagens de apoio que recebeu após o episódio, mas ainda não se pronunciou sobre o caso.

Após a repercussão negativa, narrador e comentarista também usaram as redes sociais para se retratar.
– “Peço desculpas ao Celsinho e ao Londrina Esporte Clube pelo comentário infeliz na transmissão sobre o cabelo do meia. Colocações erradas que jamais deveriam ter sido ditas. Quem me acompanha sabe o quanto sou crítico sobre condutas como essa. Peço perdão. Quem nunca errou.” Afirmou Romes Xavier.

-“Quero me retratar dizendo que foi um comentário equivocado. Durante a transmissão a gente acabou tendo esse erro. Um comentário infeliz, estou arrependido”, afirmou Vinícius Silva.
Na tarde deste domingo (18), Nivaldo Carvalho diretor do Feras do Esporte, equipe esportiva parceira das transmissões da Rádio Bandeirantes Goiânia, comunicou que Romes Xavier e Silva foram afastados de suas funções profissionais e divulgou uma nota oficial pedindo desculpas ao Celsinho e ao Londrina pelo ocorrido.

 

O Mais Goiás tenta contato com a defesa dos jornalistas. O espaço está aberto para manifestação. O portal também aguarda posicionamento da Rádio Bandeirantes.