Na TV

Repórter e cinegrafista são mortos durante transmissão ao vivo nos EUA; assista

Jornalistas são baleados enquanto faziam cobertura na Virgínia; outra pessoa fica ferida.





//

Uma repórter e um cinegrafista morreram após serem atingidos por tiros durante uma entrevista em Smith Mountain Lake em Moneta, no estado de Virgínia, nos Estados Unidos. A jornalista da “WDBJ7” realizava uma entrevista em Bridgewater Plaza quando, pelo menos, oito disparos foram ouvidos.

A morte do cinegrafista Adam Ward, de 27 anos, e da repórter Alison Parker, de 24 anos, foi confirmada pela empresa.

No vídeo, é possível ver o desespero dela e da entrevistada, que tentam se proteger dos tiros. A transmissão ao vivo foi interrompida. No fim das imagens gravadas pelo cinegrafista, o jornalista Jamey Singleton identificou o que parece ser um homem com uma arma na mão.

As escolas perto da Bridgewater Plaza, onde aconteceu o episódio, tiveram as portas fechadas e a segurança reforçada. Equipes de segurança investigam o local e emitiram um alerta máximo em busca do suspeito.

Alison tinha 24 anos, e Ward, 27. Eles receberam homenagens imediatas da WDBJ, que relatou o episódio desde o corte da transmissão.