TÉCNICO CAIU

Relembre as goleadas que tornaram inviável a permanência de Dome

Flamengo sofreu seu pior resultado na história da Libertadores sob o comando do Catalão


Agência O Globo
Agência O Globo
Do Agência O Globo | Em: 09/11/2020 às 16:38:49

(Foto: Reprodução/Facebook/Atlético-MG)
(Foto: Reprodução/Facebook/Atlético-MG)

Demitido nesta segunda-feira, Domènec Torrent deixa o Flamengo com um histórico nada agradável de goleadas. Foram três em menos de dois meses. A última delas, no último domingo, num 4 a 0 para o Galo que sacramentou o fim da sua passagem. Relembre as partidas:

Independiente Del Valle 5×0 Flamengo (Libertadores, 16 de setembro)

A maior goleada sofrida pelo Flamengo durante a passagem de Dome foi também a pior sofrida pelo Flamengo em sua história na competição. Jogando em Quito, pela 3ª rodada da fase de grupos, o Rubro-Negro fez partida muito ruim e viu os equatorianos construírem o placar com facilidade. “É muito doloroso, mas vale três ponto”, minimizou o técnico, na época.

Flamengo 1×4 São Paulo (Brasileirão, 1º de novembro)

Após a goleado no Equador, o Flamengo não voltaria a perder durante os próximos 12 jogos. Quando enfim conheceu a derrota, foi em novo placar elástico. Em pleno Maracanã, o Rubro-Negro foi surpreendido com grande atuação de um São Paulo cirúrgico quando chegava ao ataque. Bruno Henrique e Pedro desperdiçaram pênaltis na partida.

Irritado, Dome ironizou questionamentos sobre o sistema defensivo em entrevista coletiva:

— Quando perdemos, está tudo ruim. Se ganhamos, é tudo ‘uau’.

Atlético Mineiro 4×0 Flamengo (Brasileirão, 8 de novembro)

Na partida seguinte, o Fla tinha chances de bater um concorrente direto ao título e assumir a liderança. Mas as falhas defensivas voltaram a aparecer, e o Galo foi impiedoso no Mineirão. Dome chegou a ressaltar a permanência no topo da tabela apesar dois oito gols sofridos em sequência, mas o resultado acabou selando seu destino.