Ação humana

Relatório da ONU aponta 1 milhão de espécies ameaçadas de extinção no planeta

25% das espécies já estão em extinção na maioria dos grupos de animais e plantas. Ecossistemas naturais diminuíram em média 47%


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 08/05/2019 às 14:21:01

A biomassa global de mamíferos selvagens caiu 82% (Foto: Reprodução/ Getty Images)
A biomassa global de mamíferos selvagens caiu 82% (Foto: Reprodução/ Getty Images)

Em relatório recente da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o impacto dos seres humanos na natureza, aponta dados devastadores. Segundo a organização, 1 milhão de espécies de animais e vegetais estão ameaçados de extinção.

Elaborado nos últimos três anos, o relatório do ecossistema mundial é baseado na análise de 15 mil materiais de referência e foi compilada pela Plataforma Intergovernamental para Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES, na sigla em inglês).

São 1.800 páginas no total. O resumo de 40 páginas, publicado na última segunda-feira (6), talvez seja a mais forte denúncia de como os homens trataram o lar. O documento afirma que, embora a Terra tenha sofrido sempre com as ações dos seres humanos ao longo da história, nos últimos 50 anos esses arranhões se tornaram cicatrizes profundas.

Entre 1980 e 2000, 100 milhões de hectares de floresta tropical foram perdidos, principalmente por causa da pecuária na América do Sul. Apenas 13% dos pântanos  que existiam em 1700 estavam conservados no ano 2000. As áreas urbanas dobraram desde 1992. De acordo com a avaliação global, uma média de cerca de 25% dos animais e plantas se encontram agora ameaçados.

A polinização é vital para a produção de alimentos (Foto: Reprodução/Getty Images)

A polinização é vital para a produção de alimentos (Foto: Reprodução/Getty Images)

Tudo isso sugere que cerca de 1 milhão de espécies estão à beira da extinção nas próximas décadas, um ritmo de destruição de dezenas a centenas de vezes maior do que a média dos últimos 10 milhões de anos.

A avaliação também revela que os solos estão sendo degradados como nunca, o que reduziu a produtividade de 23% da superfície terrestre do planeta. A poluição causada por plástico aumentou dez vezes desde 1980. Todos os anos despejamos de 300 milhões a 400 milhões de toneladas de metais pesados, solventes, lama tóxica e outros resíduos nas águas do planeta.

O declínio em números

Risco de extinção de espécies: aproximadamente 25% delas já estão ameaçadas de extinção na maioria dos grupos de animais e plantas analisados.

Ecossistemas naturais: diminuíram em média 47%.

Biomassa e abundância de espécies: a biomassa global de mamíferos selvagens caiu 82%. E os indicadores de abundância de vertebrados recuaram rapidamente desde 1970.

Natureza para os povos indígenas: 72% dos indicadores desenvolvidos pelas comunidades locais mostram uma deterioração contínua dos elementos da natureza importantes para eles.