Política

Escolas da rede estadual poderão eleger seus novos diretores em junho

Projeto de Lei que estabelece gestão democrática nas escolas estaduais foi aprovado em segunda votação. Agora, ele precisa ser sancionado pelo governador


Thais Lobo

Do Mais Goiás | Em: 17/05/2018 às 09:02:19


deputada Adriana Accorsi comemora aprovação junto com os integrantes do Sintego | Foto: Fellipe Fulquim
deputada Adriana Accorsi comemora aprovação junto com os integrantes do Sintego | Foto: Fellipe Fulquim

O projeto de Lei n° 1460/18 que estabelece eleições para o cargo de diretor nas escolas estaduais em Goiás foi aprovado em segunda e última votação nesta quarta-feira (16) na Assembleia Legislativa do Estado.  Agora, a proposta segue para sanção do governador José Eliton (PSDB).

O projeto aprovado permite que a comunidade escolar formada por alunos, pais, professores e corpo administrativo das escolas estaduais de Goiás possam eleger no próximo dia 26 de junho os diretores que estarão à frente dessas unidades escolares. Eles também poderão participar da elaboração e execução de projetos político-pedagógicos e administrativos das escolas.

As eleições diretas aprovadas nesta lei, contudo, não se aplicam às escolas conveniadas e nem aos colégios militares. Autora da emenda que estabelece a data da votação para o próximo mês, a deputada Adriana Accorsi, disse ao Mais Goiás que a aprovação da projeto representa uma conquista para a Educação goiana, que há decádas sofre com a falta de regulamentação das eleições escolares.

“Os trabalhadores da Educação e os movimentos estudantis defenderam esse processo democrático que agora está regulamentado por lei. E a definição destas eleições ainda no segundo semestre são importantes para não ocorrer choque com o período eleitoral político partidário como queriam alguns colegas deputados, o que ao meu ver seria prejudicial ao processo político nas escolas”, contou.