Tensão

Rebelião estaria em planejamento no complexo prisional onde João de Deus está preso

Fontes confirmam estado de alerta após vazamento de informações de um plano de invasão de alas adversárias; DGAP afirma desconhecer fato


Jairo Menezes
Do Mais Goiás | Em: 26/12/2018 às 19:37:50

Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia
Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia

O Serviço de Inteligência do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia teria reforçado a segurança após o vazamento do que seria um plano de rebelião. Fontes ligadas ao sistema prisional confirmaram que os profissionais estão em estado de alerta pela tensão no complexo onde o médium João de Deus está preso. Oficialmente a Diretoria de Administração Geral de Administração Penitenciária (DGAP) nega.

O local foi palco da maior barbárie dos últimos tempos, acontecida dentro de um presídio de Goiás. No primeiro dia de janeiro de 2018, nove presos foram mortos, esquartejados, desviscerados e tiveram os corpos queimados. O fato aconteceu na Colônia Agroindustrial de Aparecida de Goiânia, onde ficam presos em regime semiaberto, no complexo. “Trabalhar lá, já é tensão a todo momento, mas nos últimos dias têm circulado umas informações de que algo já está sendo armado para estourar a qualquer momento”, disse um dos agentes penitenciários que pede para não ser identificado.

“Foram demitidos mais de seiscentos Vigilantes Penitenciários Temporários. Só repuseram duzentos. Com a falta de gente, cada um dos que estão trabalhando hoje é um herói. Corremos o risco de não voltar para nossas casas”, disse outro servidor que pediu anonimato. Ele revela que trabalhou no plantão anterior, e que ouviu de mais de um funcionário a mesma história, de que um grupo estava se organizando para invadir uma ala onde estão membros de uma facção adversária.

Rebelião de 1º de Janeiro de 2018 no semiaberto em Aparecida de Goiânia: 9 mortos (Foto: Reprodução)

Rebelião de 1º de Janeiro de 2018 no semiaberto em Aparecida de Goiânia: 9 mortos (Foto: Reprodução)

“Não foi ainda emitido um alerta oficial, mas como a gente divide as situações em cores, para você ter uma ideia, dias comuns são verdes, e ultimamente já estamos no laranja a caminho do vermelho. Acho que não vai demorar, porque o serviço de inteligência está decodificando comunicados de presos que foram encontrados com eles combinando festas, e conversas em códigos que variam números e letras”, acrescenta a segunda fonte procurada.

Um agente penitenciário disse que, no caso de acontecer um novo motim, há risco de que a situação no semiaberto se repita. “No mínimo quarenta minutos para juntar gente suficiente para garantir segurança até invadir qualquer um dos presídios do complexo”, disse.

JOÃO DE DEUS
Agentes revelaram que o médium João Teixeira de Faria, de 76 anos, o João de Deus, está em uma cela do Núcleo de Custódia. O local é considerado de segurança máxima. Com a segurança intensificada no local e a pouca possibilidade de invasão de presos de outras alas, é pouca a chance de atingir o homem denunciado por abusos sexuais, lavagem de dinheiro e posse ilegal de arma de fogo.

NOTA
A propósito de organização de possível rebelião no complexo prisional de Aparecida de Goiânia, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informa desconhecer a situação.