Confronto

Quatro suspeitos de homicídio e de furtos em residências são mortos em confrontos com a Rotam

Nas ações, que aconteceram em Aparecida de Goiânia e também na Capital, três pistolas e dois veículos roubados foram apreendidos

Cidades

Aulus Rincon
Do Mais Goiás | Em: 16/02/2020 às 18:07:02

(Foto: Reprodução / TV Anhanguera)
(Foto: Reprodução / TV Anhanguera)

Em ações distintas, três suspeitos de executarem rivais, e um homem que estaria roubando residências em Aparecida de Goiânia acabaram mortos após trocarem tiros com militares da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) na noite de sexta-feira (14).  Após os confrontos, os PMs apreenderam dois veículos roubados, e três pistolas, uma delas equipada com kit rajada.

O primeiro confronto aconteceu no Setor Serra Dourada, em Aparecida de Goiânia, quando um detento do regime semiaberto que estava em um carro roubado reagiu a tiros ao ser abordado na Rua Doutor Manso. Com ele, que segundo a PM, estaria furtando residências pela região, os PMs apreenderam uma pistola.

Pouco tempo depois, no Setor Amin Camargo, em Goiânia, dois homens que de acordo com a Rotam haviam acabado de executar dois rivais no Jardim Presidente também enfrentaram os policiais a tiros. Eles estavam armados com uma pistola equipada com kit rajada, e só pararam o carro que dirigiam depois de bater contra o padrão de uma residência.

Um terceiro integrante dessa mesma quadrilha, que segundo a PM também participou do duplo homicídio, foi perseguido pelo Bairro Cardoso, em Aparecida de Goiânia. Fechado pela viatura na Rua Quatro, o suspeito, de acordo com a PM, também desceu atirando com uma pistola contra os policiais, que revidaram. Assim como os outros três suspeitos, ele também morreu antes da chegada do socorro médico.

Segundo a Rotam, os dois mortos no Amin Camargo, e o outro do Bairro Cardoso pertencem a uma quadrilha que rouba veículos e trafica drogas na Grande Goiânia. Antes dos confrontos, de acordo com a ocorrência registrada pela PM, eles organizaram um “bonde”, com pelo menos três veículos, e seis criminosos, para executar os dois rivais no Jardim Presidente.