Latrocínio

Quatro são presos suspeitos de matar casal dentro de fazenda e carbonizar corpos, em Bela Vista

De acordo com a PM, uma TV foi que ajudou a corporação chegar até os suspeitos. Ambos já têm antecedentes criminais


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 31/08/2019 às 12:06:22

Grupo suspeito de roubar e matar casal dentro de sede de fazenda (Foto: Divulgação/PM)
Grupo suspeito de roubar e matar casal dentro de sede de fazenda (Foto: Divulgação/PM)

Quatro suspeitos de matarem um casal e carbonizar os corpos na zona rural de Bela Vista de Goiás, na região metropolitana de Goiânia, foram presos na noite desta sexta-feira (30). De acordo com a Polícia Militar (PM), um aparelho de TV, que foi levado da casa das vítimas, que ajudou os policiais a chegarem até os suspeitos.

De acordo com o capitão Reis, do 27º Batalhão da Polícia Militar (PM), após levantamento de informações no local do crime, foram realizadas diligências na cidade. Os policiais chegaram na casa de um dos envolvidos e encontraram uma televisão desligada e fora da tomada. Os militares questionaram a origem do produto.

“Ele alegou que havia comprado de um colega dele. Ligamos para parentes das vítimas e questionamos se o casal tinha um produto semelhante. Eles alegaram que as vítimas tinham acabado de adquirir um aparelho com as mesmas característica. Sabendo a loja que foi comprada, solicitamos a segunda via da nota fiscal do aparelho e constatamos se tratar do mesmo devido ao número de série”, explica.

O policial destaca que foi na casa do segundo suspeito. Este alegou que havia adquirido o produto de outro por R$ 250. O terceiro disse a mesma versão de compra de uma quarta pessoa. Por último, esta admitiu que teria dirigido o carro usado do crime.

Foram detidos Fábio Vieira da Silva, de 23 anos, Fernando Silva de Souza, de 22, Thiago Pereira Barros, de 28, e Fernando Batista de Oliveira, de 19. Segundo o militar, todos já possuem antecedentes por crimes de roubo, tráfico e receptação. Um deles tem passagem por estupro. Fábio é tido como o mentor do crime.

“Ele nos contou que as vítimas frequentavam a mesma igreja que ele e uma delas teriam dado um testemunho sobre o recebimento de uma dívida de R$ 120 mil referente a venda de uma fazenda. A partir daí, ele teria planejado o crime”, destaca.

Além disso, o policial destaca que Thiago teria sido o motorista que levou o grupo em um Honda Civic. Posteriormente,  ele voltou ao local do crime em uma moto para incendiar o veículo das vítimas. O carro foi abandonado no Setor Vale das Bombas, em Goiânia. Os corpos de Adolfo Luis, de 74 anos, e Vilma Fernandes da Costa, de 46, foram encontrados carbonizados dentro da sede da fazenda por vizinhos. O local passou por perícia e os laudos serão entregues à Polícia Civil (PC)

O militar afirma que durante toda a abordagem foram encontradas drogas, munições calibres 22 e 38, e uma espingarda com os suspeitos. Eles foram encaminhados para a Delegacia de Senador Canedo e foram autuados por latrocínio, tráfico de drogas, posse ilegal de munição e arma de fogo.

Os corpos de Adolfo Luis, de 74 anos, e Vilma Fernandes da Costa, de 46, foram encontrados carbonizados na manhã desta sexta-feira, na pequena propriedade rural em que eles moravam.

Os corpos de Adolfo Luis, de 74 anos, e Vilma Fernandes da Costa, de 46, foram encontrados carbonizados na manhã desta sexta-feira, na pequena propriedade rural em que eles moravam (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)

Situação da casa em que o casal foi encontrado (Foto: Divulgação/ Polícia Técnico-Científica)