Quatro são presos suspeitos de estelionato e receptação, em Goiânia

As investigações tiveram início quando uma mulher do Distrito Federal (DF) procurou a Polícia para informar que uma pessoa estaria utilizando os dados pessoais dela para comprar veículos


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 23/09/2019 às 13:06:14

Casal que financiava veículos com documento falso usava bebê de colo para não chamar atenção, diz polícia (Foto: Divulgação/PC)
Casal que financiava veículos com documento falso usava bebê de colo para não chamar atenção, diz polícia (Foto: Divulgação/PC)

Quatro pessoas foram presas suspeitas de estelionato, uso de documento falso e receptação, em Goiânia. A prisão do grupo ocorreu na última sexta-feira (20), mas os detidos só foram apresentados à imprensa na manhã desta segunda-feira (23). Dois dos presos que irão responder por estelionato permanecem detidos e os outros dois autuados por receptação foram liberados após pagarem fiança.

As investigações tiveram início quando uma mulher do Distrito Federal (DF) procurou a Polícia para informar que uma pessoa estaria utilizando os dados pessoais dela para comprar veículos. Uma motocicleta estava em fase de negociação e um carro já estava em circulação no nome da vítima.

Equipes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) com apoio da Gerência de Operações de Inteligência (GOI) iniciaram as apurações e descobriram que dois veículos teriam sido financiados com documentos falsos e seriam entregues a terceiros na última sexta-feira (20).

Com as informações, os policiais foram no local indicado e prenderam quatro pessoas em flagrante. Hilla Silveira de Morais e Anderson de Oliveira Machado foram presos no momento em que o casal foi buscar o carro adquirido com documentos falsos. O casal foi autuado e responderá por estelionatos consumados e tentados, além de uso de documento falso.

Já Joel Marlo Gonçalves Bernardo e Joaquim Melo da Cruz Neto foram detidos em uma revendedora de motos. Eles teriam comprado a motocicleta e a revenderia a terceiros. Ambos foram autuados por receptação e liberados após pagamento de fiança.

Aguarde mais informações