Fraude

PUC Goiás suspende vestibular para Medicina

Instituição disse que inquérito que apurava irregularidades no processo seletivo ainda não foi concluído

Cidades



A Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Goiás divulgou no final da tarde de ontem (1º) uma nota comunicando a suspensão do vestibular do curso de Medicina, que deverdia acontecer no dia 25 de junho.

Segundo a nota, a suspensão temporária da oferta de vagas no curso é em decorrência da situação das investigações da tentativa de fraude praticada por uma associação criminosa, no processo seletivo do dia 7 de novembro de 2015. “Detectada e denunciada pela própria Universidade ao Ministério Público Federal, a tentativa de fraude motivou a abertura de inquérito na Polícia Federal, ainda inconcluso. A Universidade, por sua vez, instaurou imediatamente o processo administrativo disciplinar, previsto em seu Regimento, para apurar a participação e a responsabilidade de alguns estudantes. Porém, o processo administrativo depende da conclusão da investigação conduzida pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal.”

A instuitição ainda reforçou que a medida tem por objetivo “aguardar a conclusão do inquérito policial e salvaguardar a missão institucional de formar profissionais éticos e comprometidos com o bem-estar integral das pessoas e das comunidades, especialmente as mais necessitadas”, disse, em nota.