PSDB elege seis dos 41 deputados estaduais em Goiás

A coligação Goiás Avança Mais (PSDB-PPS-PSB) elegeu outros dois deputados. A coligação A mudança é agora (DEM-PTC-PMB-PSC) elegeu o segundo maior número de candidatos


Bárbara Zaiden
Do Mais Goiás | Em: 07/10/2018 às 23:37:15

Henrique César (PSC), Jeferson Rodrigues (PRB) e Diego Sorgatto (PSDB) foram os mais bem colocados nas votações (Foto: Reprodução)
Henrique César (PSC), Jeferson Rodrigues (PRB) e Diego Sorgatto (PSDB) foram os mais bem colocados nas votações (Foto: Reprodução)

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) teve o maior número de deputados estaduais eleitos em Goiás. Entre as 41 cadeiras, a legenda aprovou seis candidatos: Diego Sorgatto, Dr. Helio de Sousa, Talles Barreto, Leda Borges, Tião Caroço, Gustavo Sebba. O número, porém, é menor do que as 12 cadeiras que o PMDB mantém atualmente na Alego.

A coligação Goiás Avança Mais (PSDB-PPS-PSB) elegeu outros dois deputados. A coligação A mudança é agora (DEM-PTC-PMB-PSC) elegeu o segundo maior número de candidatos, com seis deputados.

Com 46.545 votos, o primeiro colocado entre os deputados estaduais foi Henrique César (PSC), que havia assumido cadeira no Legislativo em 2017, por oito meses, enquanto Talles Barreto (titular da vaga) estava de licença.

O segundo colocado, com 45.605 votos, foi Jeferson Rodrigues (PRB). Ele foi reeleito após assumir cadeira em 2016 na Assembleia Legislativa. O terceiro colocado, Diego Sorgatto (PSDB), tem 28 anos, já foi presidente da Câmara Legislativa Municipal de Luziânia, vai para o segundo mandato como deputado estadual e teve 41.362 votos.

Confira a lista completa dos deputados estaduais eleitos em 2018:

Henrique César (PSC) 46.545; Jeferson Rodrigues (PRB) 45.605; Diego Sorgatto (PSDB) 41.362; Paulo Cezar Martins (MDB) 40.970;Delegada Adriana Accorsi (PT) 39.283; Dr. Helio de Sousa (PSDB) 38.788; Major Araújo (PRP) 38.278; Lissauer Vieira (PSB) 37.550; Chico KGL (DEM) 37.408; Antônio Gomide (PT) 36.998; DR Antônio (DEM) 36.683; Claudio Meirelles (PTC) 36.502; Talles Barreto (PSDB) 36.456;Leda Borges (PSDB) 35.040; Bruno Peixoto (MDB) 34.655; Humberto Aidar (MDB) 31.873; Tião Caroço (PSDB) 31.407; Alysson Lima (PRB) 30.868; Virmondes Cruvinel (PPS) 30.576; Wilde Cambão (PSD) 29.853; Gustavo Sebba (PSDB) 29.286; Rubens Marques (PROS) 27.763; Delegado Humberto Teófilo (PSL) 26.252; Iso Moreira (DEM) 24.963 ; Amauri Ribeiro (PRP) 24.922; Lucas Calil (PSD) 23.994; Alvaro Guimarães (DEM) 23.788; Rafael Gouveia (DC) 23.466; Delegado Eduardo Prado (PV) 20.845; Henrique Arantes (PTB) 20.556; Zé Carapo (DC) 19.583; Charles Bento (PRTB) 18.626; Cairo Salim (PROS) 18.579; Vinicius Cirqueira (PROS) 17.698; Paulo Trabalho (PSL) 16.957; Amilton Filho (SD) 16.486; Karlos Cabral (PDT) 15.941; Thiago Albernaz (SD) 14.561; Wagner Neto (PATRI) 14.256; Julio Pina (PRTB) 13.148; Coronel Adailton (PP) 11.616.