Transporte

Promotor abre inquérito para apurar legalidade do Uber em Goiânia

Procedimento vai investigar também os atuais permissionários de táxi de Goiânia

Cidades



Depois de receber representação da Associação dos Permissionários de Táxi no Município de Goiânia (Aspertagyn) sobre supostas irregularidades no serviço prestado pelo Uber, o promotor de Justiça Fernando Krebs instaurou inquérito civil público para apurar a legalidade do Uber na capital. O procedimento vai investigar também os atuais permissionários de táxi de Goiânia.

Inicialmente, o promotor requisitou à Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT) informações sobre esses fatos. O órgão terá dez dias para responder quando todos os serviços de táxi de Goiânia foram licitados, bem como quantos e quais são os responsáveis pela exploração desse serviço e desde quando. Também deverá ser informado como é fiscalizado o serviço.

A SMT foi procurada pela reportagem e informou que ainda não foi notificada sobre a abertura do inquérito. A Apertagyn também foi contatada, mas as ligações não foram atendidas.

Tópicos