Goianas na Urna

Projeto pretende formar mulheres para dobrar representação delas na Câmara em Goiânia

Objetivo é alimentar o debate sobre representatividade da mulher na política e da importância da diversidade na esfera pública


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 25/08/2019 às 17:54:59

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Um projeto que propõe formar mulheres para ocuparem cargos políticos selecionou 21 interessadas a lançar pré-candidaturas nas eleições de 2020. Entre as escolhidas pelo “Goianas na Urna” apenas 24% tem filiação partidária.

O objetivo do projeto é alimentar o debate sobre representatividade da mulher na política e da importância da diversidade na esfera pública. A intensão é oferecer um espaço para que elas construam conhecimento e compartilhem experiências com foco na transformação política goianiense.

A ideia partiu da economista Emília Marinho, que atuou como coordenadora de campanha de um deputado federal em 2018. Segundo ela, apesar de o projeto estar no início, a ideia é promover igualdade entre homens e mulheres no processo eleitoral, no qual, considera, elas têm sido historicamente sub-representadas.

Das 35 cadeiras da Câmara Municipal de Goiânia, apenas cinco são ocupadas por mulheres. Em relação aos cargos no Executivo na esfera nacional, apenas uma das 27 unidades federativas é liderada por uma mulher. Assim, a meta é dobrar o número de representantes femininas na Câmara Municipal nas próximas eleições.

Os cursos de formação têm início em setembro com grade semi-presencial. O programa se divide em quatro grupos de conteúdo: desenvolvimento pessoal, habilidades técnicas, conhecimentos sobre política e estratégias de campanha. Cada um desses módulos abordará aspectos teóricos e práticos em um processo de imersão em pautas como equidade de gênero, desenvolvimento de lideranças e engajamento político.