VAI E VOLTA

Projeto do De Olho na Bomba será enviado para a Assembleia nesta quarta-feira

Antes administrado pelo Ministério Público, aplicativo fica, agora, sob responsabilidade do Procon Goiás

Cidades

Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 24/09/2019 às 16:16:40

Projeto do De Olho na Bomba será enviado para a Assembleia nesta quarta-feira (Reprodução: MP-GO)
Projeto do De Olho na Bomba será enviado para a Assembleia nesta quarta-feira (Reprodução: MP-GO)

O projeto do aplicativo De Olho na Bomba, criado em 2018 e retirado desde do ar por liminar da Justiça em julho deste ano, vai retornar à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). O objetivo é a votação por uma matéria do governo. A ferramenta, agora, passa a ser administrada pelo Procon Goiás. Anteriormente ela estava a cargo do Ministério Público do Estado (MP-GO).

O retorno da matéria é por causa de um requerimento do deputado estadual delegado Eduardo Prado (PV). “Fizemos um requerimento ao governador que fizesse um projeto sem ilicitude e ele nos atendeu por meio da Casa Civil. Na data de hoje (24), o governador Ronaldo Caiado (DEM) assinou a minuta para que o projeto possa retorna a esta Casa já amanhã (25)”, afirma.

Prado explicou que o Procon será o gestor do app, inclusive subsidiando a manutenção da ferramenta. “Tenho certeza que vamos acelerar a votação, pois é um instrumento muito importante de combate ao cartel e fiscalização da qualidade do combustível.”

O aplicativo De Olho na Bomba teve mais de 410 mil downloads e cerca de 1.600 postos cadastrados desde que foi lançado. O intuito era informar o preço do litro do combustível, mostrar os postos da capital e calcular a melhor rota. Ele foi desativado após pedido do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto-GO).

*Por Francisco Costa, do Mais Goiás