Mobilidade Urbana

Projeto de Lei prevê que vans e micro-ônibus complementem o transporte coletivo em Goiás

A intenção é agilizar o transporte dos terminais para os bairros, principalmente nas regiões periféricas e metropolitana


Larissa Lopes
Do Mais Goiás | Em: 11/03/2019 às 16:49:14

(Foto: Cláudio Augusto/ Ônibus Brasil)
(Foto: Cláudio Augusto/ Ônibus Brasil)

Na última quinta-feira (7) foi um apresentado um Projeto de Lei (PL) que visa regulamentar o transporte alternativo em Goiás. A ideia é realizar uma audiência pública ainda em março, com representantes do Ministério Público de Goiás (MP-GO), Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) e prefeitos do entorno da capital e de cidades como Rio Verde e Anápolis.

A intenção da proposta é facilitar o transporte dos terminais para os bairros e vice-versa. Segundo o deputado estadual Alysson Lima (PRB), autor do PL, existe a necessidade de um meio complementar para agilizar a mobilidade urbana, principalmente para os bairros periféricos da capital e região metropolitana. “A ideia é que micro-ônibus com capacidade de até 24 pessoas, ou vans, possam operar como apoio às linhas de transporte coletivo que são fracas ou não existem, principalmente para regiões mais afastadas”, explica o deputado.

O parlamentar afirma que a atuação do sistema de transportes em Goiânia é fraca. “A frota que temos hoje em Goiânia é a mesma da última licitação, que é de 2007, com 1.180 ônibus. De lá pra cá a frota se manteve exatamente a mesma”, diz.

Quanto às tarifas, a previsão é que seja a mesma do transporte coletivo convencional. Os veículos devem credenciados e fiscalizados por órgãos competentes, seguindo o modelo de capitais já adeptas ao modelo complementar como Salvador, Belo Horizonte, Recife e Alagoas.

*Larissa Lopes é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Thaís Lobo