Crise

Professores e alunos se manifestam contra falta de pagamento no Itego José Luiz Bittencourt

Repasses do governo estadual para a OS que gere a instituição estão atrasados. Além do atraso salarial, até a energia do local foi cortada


Artur Dias

Do Mais Goiás | Em: 07/12/2018 às 09:19:00


(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Professores e alunos do Instituto Tecnológico do Estado de Goiás (Itego) José Luiz Bittencourt realizaram uma manifestação na tarde desta quinta-feira (06). O objetivo é cobrar os repasses que o governo do estado deve à Organização Social Centro de Soluções em Tecnologias e Educação (CENTEDUC), responsável pela gestão do órgão.

Uma das consequências do atraso foi o corte de energia do instituto na semana passada, o que suspendeu as aulas dos mais de mil alunos matriculados. Estão paralisadas também as matrículas para o ingresso de novos estudantes em 2019.

Além da falta de energia, existem ainda os atrasos nos salários dos professores, servidores e funcionários terceirizados, que não recebem há três meses. A professora Alessania Lourenço afirma que muitos estão com suas contas atrasadas.

“Tem professor que tá com água e energia cortada em casa. Recebemos a informação que os repasses seriam feitos após as eleições, mas até agora nada”, ressaltou.

O secretário José de Oliveira Filho, responsável pela unidade, afirmou que o governo deixou de fazer cinco repasses, totalizando R$ 6 milhões. “Esse é o valor devido apenas à CENTEDUC, referente ao pagamento dos servidores. Além dela existem outras três OS, as quais não conhecemos a situação”, afirmou.

Foi para a justiça

Em nota assinada pelo presidente da CENTEDUC, Fernando Landa Sobral, a OS informou que participou de uma audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT) com o objetivo de garantir a realização dos repasses e o pagamento dos servidores.

A nota afirma também que, após tomar conhecimento da situação, o MPT decidiu impetrar uma ação contra o Estado para garantir o pagamento da folha e os encargos atrasados.

A SED encaminhou nota afirmando que “o Governo de Goiás está empenhado e negociando com as OSs dos Itegos os repasses dos pagamentos pendentes, o que deverá ocorrer nesta ou, no mais tardar, na próxima semana”.

O ITEGO

Instituto Tecnológico do Estado de Goiás José Luiz Bittencourt fica localizado no bairro Floresta, na região Noroeste de Goiânia e realizou sua aula inaugural no dia 10 de agosto de 2018.

De acordo com informações da SED, a unidade tem capacidade para 5 mil alunos e oferta cursos nas áreas de gestão e negócios (Recursos Humanos, Vendas, Logística); Produção Cultural e Design (Moda, Vestuário, Modelagem); e Informática (Rede de Computadores, Internet, Operador e outros).

José de Oliveira Filho lamenta a situação. “A evolução dos alunos é incrível. De agosto pra cá eles cresceram muito. Nossa expectativa era ter 2 mil alunos matriculados em 2019, mas está tudo parado por conta da falta de energia”.