Do Mais Goiás

Professores do Basileu França suspendem greve e retomam as atividades

Decisão foi tomada nesta quinta-feira (8), após o compromisso do governador José Eliton de realizar repasses de pagamentos dos dois meses de salários atrasados e que não haverá corte no quadro funcional

Professores do Instituto em Tecnologia do Estado de Goiás (Itego) Basileu França suspenderam temporariamente a greve que já se arrastava por duas semanas. A decisão foi acatada após assembleia que foi realizada nesta quinta-feira (8), após uma sinalização da Secretaria de Desenvolvimento (SED).

Segundo a professora de canto Sabah Morais, a paralisação foi suspensa após a diretora da escola ser informada pelo governador José Eliton (PSDB) que os dois salários que estão atrasados serão quitados até o dia 25 de novembro, sendo que o valor referente ao mês de setembro será disponibilizado até nesta segunda-feria (12).

“Estamos dando um voto de confiança na palavra do governante, mas, se tivermos um retorno positivo, voltaremos com a suspensão das atividades. Estamos até mesmo com uma reunião marcada para a próxima terça-feria (13) para discutirmos essa situação”, conta Sabah.

A situação do Basileu França repercutiu após uma manifestação artística realizada no último dia 31 de outubro, em frente ao Palácio Pedro Ludovico Teixeira, no Centro de Goiânia. A ação, que se estendeu das 7 horas da manhã até às 18 horas, professores, funcionários técnicos-administrativo e alunos se reuniram para tentar reverter o que eles caracterizavam como “desmantelamento” da escola.

Além de reivindicar o pagamento dos salários atrasados, o protesto dos servidores também tinha como objetivo alertar sobre o possível corte de 70% dos funcionários do instituto que seria realizado pelo Centro de Gestão em Educação Continuada (Cegecon), Organização Social responsável pela gestão do Basileu. Assim, segundo os professores, metade dos 5 mil alunos, ou seja, 2,5 mil, seriam desligados da escola.

Diante disso, foi prometido por parte do Cegecon que não haverá cortes no quadro funcional da unidade. Sabah destaca a situação de reposição das aulas está sendo discutida e deve ser apresentada aos alunos na próxima semana.

Por meio de nota, a SED destacou que nos últimos dois dias foram repassados R$ 1,2 milhão referente ao mês de agosto e mais R$ 1,2 milhão referente ao mês de setembro. Assim, segundo informam, a OS deve realizar o pagamento dos salários dos colaboradores a partir desta sexta-feira (9).

O Mais Goiás também entrou em contato com o Cegecon que também por meio de nota informou que o repasse realizado pela SED  realizou repasses referentes às liquidações de encargos e tributos e que ainda aguarda a efetivação dos repasses destinados a folha de pagamento dos salários de seus colaboradores.

*Matéria atualizada às 16h19 para inserção da nota resposta da Cegecon