EDUCAÇÃO

Professoras oferecem aulas de inglês gratuitas para alunos de escolas públicas de Goiânia

Estudantes de diversos estados do país já foram impactados pelo projeto criado em Goiânia


Larissa Feitosa
Do Mais Goiás | Em: 04/01/2021 às 14:02:31

Aula presencial no início de 2020 (Foto: Reprodução Coordenação Free English)
Aula presencial no início de 2020 (Foto: Reprodução Coordenação Free English)

Uma iniciativa social goiana tem ajudado bolsistas e estudantes da rede pública de todo o país a aprenderem inglês de forma gratuita. O projeto, chamado “Free English”, oferece 60 vagas, com inscrições até dia 20 deste mês. Os interessados devem preencher um formulário online, disponibilizado em uma rede social da iniciativa.

As vagas são para adolescentes que estudem em de escola pública ou sejam bolsistas de escola privada, com pelo menos duas horas semanais disponíveis. Segundo a organização, cerca de 80 estudantes de diversos estados do Brasil já foram beneficiados com a ideia.

O Free English deve abrir vagas para novas turmas em fevereiro deste ano. Professores e voluntários de monitoria que quiserem colaborar podem se inscrever pelo mesmo formulário, até o dia 15 desde mês. Depois de feitas as inscrições, haverá entrevista com os candidatos que mais se enquadrarem com as vagas.

Em decorrência da pandemia de covid-19, as aulas e atividades foram adaptadas para acontecerem de maneira remota. “Desde que adaptamos pudemos contemplar alunos de várias partes do Brasil, como Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Bahia, Pernambuco, Maranhão, Amazonas, Distrito Federal, Pará, Mato Grosso, Alagoas, São Paulo, e Rio Grande do Norte”, detalha a idealizadora, a professora Daianne Castilho Silva.

Uma das alunas dos projeto, Lidia Oliveira de 17 anos, moradora do Vale dos Sonhos, em Goiânia, se diz grata por participar do Free English. “Tem muita interação e brincadeiras que facilitam o nosso aprendizado. Sou imensamente grata.”, diz a estudante.

O projeto

Aula presencial no início de 2020 (Foto: Reprodução Coordenação Free English)

O projeto foi idealizado há um ano pela professora Daianne Castilho Silva, formada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), com o sonho de tentar diminuir a desigualdade social. “Eu cresci com a noção de realidade bem clara de que aprender inglês é fundamental, mas que ao mesmo tempo não é acessível pra maioria das pessoas, porque custa caro. Quando eu me formei, me senti no dever de usar meu conhecimento em benefício da sociedade”, explica Daianne.

O Free English recebe o apoio financeiro de uma ONG americana e realizou as primeiras aulas presenciais em janeiro a março de 2020, em uma região periférica de Goiânia. Segundo a organização, todo o dinheiro é usado em benefício dos alunos. O trabalho da equipe é completamente voluntário. “Nós enxergamos nosso trabalho como um meio de ajudar a realizar sonhos e de fazer justiça social, e não de caridade”, afirma a coordenadora.

Atualmente, integram o Free English cinco professoras (sendo que uma delas vive no Reino Unido), três monitoras voluntárias e dois coordenadores. “A quantidade de vagas depende da quantidade de novos professores voluntários que se inscreverem. Pode ser que possamos disponibilizar mais vagas, mas atualmente são aproximadamente 60”, completa Daianne.