FOI FILMADO

Professor é afastado após agressão a aluno, em Santa Helena de Goiás; Veja vídeo

Estudante gravou vídeo onde o professor é visto puxando o cabelo de um dos alunos. Diretora diz que ele "sempre foi um bom profissional"


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 04/09/2019 às 18:49:58

Professor é filmado agredindo aluno em Santa Helena de Goiás (Foto: Reprodução/Youtube)
Professor é filmado agredindo aluno em Santa Helena de Goiás (Foto: Reprodução/Youtube)

Em um vídeo gravado por um estudante e divulgado nesta semana nas redes sociais, um professor de Santa Helena de Goiás foi filmado agredindo um aluno dentro da sala de aula. No vídeo, o docente puxa o aluno pelo cabelo duas vezes. O caso aconteceu na Escola Estadual Avelino Martins Rodrigues, e o educador foi afastado da instituição.

Segundo Mara Lúcia, diretora da escola, até que o caso seja apurado ele continuará afastado. “Ele ministrava uma aula do 7º ano e sempre foi um bom profissional. A Secretaria da Educação pediu o afastamento do docente”, afirma.

A diretora diz que tinha solicitado a presença dos pais do aluno agredido, mas que o garoto não passou o recado aos responsáveis. “Após a repercussão do vídeo, eles procuraram a diretoria”, completou. Indagada sobre a posição do docente diante da situação, Mara Lúcia se absteve de comentar o que o educador disse sobre a acusação. O espaço no Mais Goiás está aberto para que o professor possa se posicionar, se quiser.

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc), informou, por meio de nota, que está apurando o caso. Confira na íntegra:

Em relação à denúncia de agressão física envolvendo um professor e um estudante da rede pública estadual, no município de Santa Helena de Goiás, a Seduc esclarece que assim que tomou conhecimento dos fatos, na última segunda-feira (2), solicitou à Corregedoria Setorial da Seduc Goiás que instaurasse um Processo Administrativo interno para apuração dos fatos.

A Seduc Goiás informa ainda que como medida de segurança para todos os envolvidos e para não haver nenhuma interferência na apuração dos fatos decidiu também afastar temporariamente o professor de suas atividades na unidade educacional onde atua”.