Amizade racista

Professor de artes marciais é preso em flagrante por injúria racial, em Morrinhos

As ofensas feitas por Vinícius foram em um grupo de whatsapp. Ele enviou a um amigo de infância figurinhas com os dizeres "Eu adoro negros/ Até comprei um"


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 16/08/2019 às 17:59:12


Um professor de artes marciais foi preso em flagrante pelo crime de injúria racial, na manhã desta sexta-feira (16), em Morrinhos. A pena pode ser de um a três anos de reclusão. Vinícius Eduardo Hayalla Silva tem 37 anos e ficou em silêncio durante o depoimento.

As ofensas feitas por Vinícius foram em um grupo de whatsapp. Ele enviou a um amigo de infância figurinhas com os dizeres “Eu adoro negros/ Até comprei um”. Nas fotos estão duas crianças: uma branca, “montada” sobre a outra, que é negra. As mensagens foram enviadas na noite de quinta-feira (15). O amigo dele, que se sentiu ofendido, prestou queixa na delegacia na manhã desta sexta-feira. Isso porque os dois ainda teriam discutido pela manhã. Por isso, a prisão foi em flagrante.

Segundo o delegado Fabiano Jacomellis, responsável pelo caso, o professor chegou a dizer, informalmente, que foi “infeliz” na postagem. Mas ele não se pronunciou durante o depoimento. “O fato [racismo] é muito grave. No momento da abordagem, ele disse que já estava esperando por isso. E disse até que queria procurar a delegacia para informar sobre o que aconteceu. Independentemente disso, ele está preso”.

Vinícius Eduardo Hayalla Silva tem 37 anos e foi preso por injúrias raciais (Foto: PC)