Investigação

Prefeito de Corumbaíba é investigado por superfaturamento de produtos em licitação

Produtos foram apreendidos estavam no gabinete do líder municipal. De acordo com a delegada, uma cadeira foi adquirida por R$ 6 mil e uma cafeteira por R$ 12 mil. Produtos teriam sido comprados em uma papelaria da cidade


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 16/03/2018 às 12:07:36

Denúncia partiu de uma vereadora da cidade (Foto: PC)
Denúncia partiu de uma vereadora da cidade (Foto: PC)

Uma cafeteira e uma cadeira foram apreendidas pela Polícia Civil após cumprirem mandado de busca e apreensão na prefeitura de Corumbaíba, a 225 quilômetros de Goiânia. A suspeita é de que os produtos, adquiridos com dinheiro público, foram comprados em uma papelaria da cidade com o preço acima do valor de mercado, mesmo após processo licitatório.

Segundo a delegada Mayana Rezende, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra a Administração Pública (Dercap), a denúncia foi realizada por uma vereadora do município, feita em agosto de 2017. Os produtos estavam localizados dentro do gabinete do prefeito Wisner Araújo de Almeida (DEM).

“Após isso realizamos diligências na cidade. Segundo a nota fiscal dos produtos, que foi expedida em fevereiro do ano passado, a cadeira foi adquirida por R$ 6 mil e a cafeteira por R$ 12 mil”, destaca.

Cafeteira foi um dos produtos adquiridos após uma licitação por R$ 12 mil (Foto: PC)

A delegada explica que as investigações ainda estão no início e que aguarda o laudo pericial para confrontar os valores do produto no mercado. “O resultado ainda não tem previsão de ser concluído, mas, após esse laudo, confrontaremos sobre os valores pagos”, explica.

Mayana também conta que o prefeito será ouvido nos próximos dias. Se for comprovada alguma irregularidade, o chefe do Executivo Municipal poderá responder por fraude de licitação e crime de responsabilidade, cuja pena chega a 12 anos de prisão.

O Mais Goiás tentou contato com Wisner, mas nossas ligações não foram atendidas.