Do Mais Goiás

Produtos impróprios para consumo são apreendidos em restaurantes de alto padrão em Goiânia

Entre os estabelecimentos autuados estão o Pilão Bar, no Setor Pedro Ludovico, e o Empório Piquiras, no Jardim Goiás

Operação conjunta entre Procon Goiânia, Vigilância Sanitária e Polícia Civil resultou na apreensão de quase meia tonelada de alimentos impróprios para consumo durante fiscalização na noite desta quinta-feira (1º). A ação foi realizada em bares e restaurantes do Jardim Goiás, Vila Nova, Setor Pedro Ludovico e Marista.

Entre os restaurantes autuados estão o Pilão Bar, no Setor Pedro Ludovico, e o Empório Piquiras, no Jardim Goiás. Foram encontrados produtos vencidos, sem data de validade e sem identificação, e mal acondicionados.”Foram [apreendidas] preparações, sobras, queijos e carnes”, relata a coordenadora de fiscalização Vigilância Sanitária, Tânia Agostinho.

No Pilão Bar, as condições sanitárias também chamaram a atenção dos agentes. No local, foram encontradas diversas irregularidades. “Em questões de higiene sanitária o local estava péssimo”, afirma a coordenadora.
pilão
Durante o dia de hoje, as equipes ainda realizaram apreensão na Nativa Grill Churrascaria, estabelecimento recém-inaugurado em Goiânia.

Nesses casos os estabelecimentos são autuados e podem pagar multas por conta das irregularidades. A reincidência pode gerar até a interdição do estabelecimento.

Repetição

Segundo Tânia, a fiscalização continua, mas ela ressalta a dificuldade que a Vigilância Sanitária enfrenta por conta da reincidência de irregularidades nos mesmos estabelecimentos. “Quando a gente vai em qualquer loja do Piquiras sempre encontramos produtos nessas situações. É triste, lamentável. A gente enxuga gelo”, desabafa.

Ainda de acordo com a coordenadora, as equipes devem continuar a fiscalização neste mês. Ela ainda destaca que alguns estabelecimentos conseguiram se regularizar, como a pizzaria Villa di Lá Pizza, no Setor Vila Nova, que chegou a ser interditada em outubro deste ano. “Não foi encontrado nada lá ontem. Mas toda semana mandamos agentes no local para fiscalizar”, pontua Tânia.