Do Mais Goiás

Produtora do ‘BBB’ nega veto a Marcos Mion para suceder Tiago Leifert

Rumores de que a Endemol não queria Mion na apresentação do reality tomou conta da web

Rumores de que a Endemol não queria Mion no reality tomou conta da web. Produtora do BBB nega veto a Marcos Mion para suceder Tiago Leifert
Marcos Mion e Tiago Leifert no Caldeirão - tiagoleifert/tiagoleifert

Recentemente circulou na web rumores de que a Endemol Shine Brasil, dona do formato ‘Big Brother’ no mundo todo, teria vetado a escolha de Marcos Mion para apresentação do BBB 22, após a saída de Tiago Leifert. Contudo, a própria produtora afirmou que não interfere nesse tipo de decisão em nenhum dos programas.

“A Endemol Shine Brasil possui uma relação aberta e criativa com seus parceiros. Respeitamos toda e qualquer decisão sobre quem comandará os formatos do nosso catálogo”, esclareceu Renato Martinez, vice-presidente de Vendas e Conteúdo e Aquisições da Endemol.

+ Tiago Leifert explica saída da Globo: LEIA

Segundo Martinez, a Endemol Shine Brasil pode opinar a respeito de nomes, quando consultada, mas isso vale apenas como sugestão.

“A decisão cabe à emissora [Globo], que resolve sobre a escolha do talento que melhor lhe convém, de acordo com sua programação”, disse Renato para o site F5.

+ Marcos Mion apoia Evaristo Costa e cutuca CNN Brasil e Record: LEIA

Desde que Tiago Leifert anunciou que vai deixar a Globo no fim do ano, internautas tem feito especulações sobre o sucessor do apresentador no comando do BBB. Marcos Mion aparece como uma das principais apostas.

Os boatos seria de que a Endemol não queria Mion no BBB pois o profissional é muito associado a “A Fazenda” da Record, reality show da Sony Pictures e Strix, produtora concorrente da Endemol.

As informações eram de que a Globo daria preferência a um jornalista para apresentar o reality, honrando o histórico do programa na emissora: Pedro Bial apresentou por 16 anos e Leifert durante cinco temporadas.

+ Globo cogita jornalista para o comando do BBB 22: saiba quem

Segundo a colunista Cristina Padiglione, o único programa da Globo que teve apresentação escolhida pela Endemol foi o “The Masked Singer Brasil“. Isso porque a negociação obedeceu a outros caminhos: o programa já foi oferecido à emissora com o comando de Ivete Sangalo, pois o acordo foi fechado com a gravadora Universal.

*Com informações do F5