Promoções

Procon fiscaliza lojas e orienta consumidores sobre Black Friday em Goiânia

Órgão alerta para as promoções que entram em vigor nesta sexta-feira (24)


Amanda Sales
Do Mais Goiás | Em: 21/11/2017 às 16:44:48

Consumidores devem ficar atentos ao estabelecimento em que se deseja comprar. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)
Consumidores devem ficar atentos ao estabelecimento em que se deseja comprar. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Para proteger o consumidor de fraudes e falsas promoções durante a Black Friday deste ano, que acontece nesta sexta-feira (24), o Procon Goiás iniciou nesta terça-feira (21), a fiscalização em lojas físicas. Além disso, o órgão divulgou orientações para os consumidores e uma lista (acesse neste link) com a relação de mais de 500 sites suspeitos, que devem ser evitados.

A gerente de atendimento ao consumidor do Procon Goiás, Rosânia Nunes, explicou que o órgão está realizando a fiscalização desde outubro nos maiores sites de comércio varejista e que hoje as lojas físicas também passam a ser alvo dos fiscais. Os produtos investigados são aqueles conhecidos como “linha branca”, que incluem eletrodomésticos como geladeiras, fogões, fornos microondas e freezers.

Rosânia explicou que o foco das investigações é garantir que não haja manipulação de preços e que os descontos prometidos sejam realmente efetivos. “Nós continuamos com a ação após a Black Friday, pois a maioria das lojas mantém os descontos durante o fim de semana e, se o consumidor se sentir lesado vamos investigar mesmo que já tenha passado a data”, pontua.

Uma novidade neste ano é a Lei estadual 19.607, que entrou em vigor em março e que obriga os fornecedores, no Estado de Goiás, a informar ao consumidor o histórico de preços de produto ou serviço a respeito do qual exista publicidade ou qualquer tipo de anúncio veiculando promoção ou liquidação. Rosânia ressalta que em sites de lojas de outros estados, essa determinação não é válida.

Orientações

Para garantir uma boa experiência com os descontos da Black Friday, o Procon orienta a pesquisa antecipada em pelo menos três estabelecimentos comerciais distintos, o cuidado com as compras por impulso e exigir notas fiscais. Nas lojas online os consumidores devem ficar atentos ao prazo de entrega, tirar print das telas das páginas e evitar comprar produtos que estão sendo lançados recentemente.

Rosânia lembra que muitas vezes o valor do produto com desconto é passado para o frete e que, ao comprar por site, é importante se atentar a isto. Além do mais, a gerente ressalta que no ano passado 40% das lojas físicas e sites que participaram da Black Friday possuíam alguma irregularidade. Desse modo, é importante verificar as referências do estabelecimento físico ou virtual no qual se pretende comprar.

Outra dica importante é não acreditar em links enviados via redes sociais que prometem descontos muito grandes. O consumidor que constatar qualquer irregularidade pode acionar o Procon Goiás, no período das 7 às 18h, por meio do Disque Denúncias 151 ou (62) 3201-7100, ou pessoalmente na sede, que fica na Rua 8, nº 242, no centro da capital, ou no atendimento Vapt Vupt. Pela Internet através do Procon Web: www.webprocon.com.br/goias.