PESQUISA

Procon aponta diferença de 74% no preço dos umidificadores em Goiânia

Órgão pesquisou valores cobrados em 16 produtos usados para amenizar o calor


Alexandre Bittencourt
Do Mais Goiás | Em: 18/08/2020 às 17:20:18

Pesquisa do Procon investigou preços cobrados em seis lojas de eletrodomésticos de Goiânia (Foto: Prefeitura de Goiânia)
Pesquisa do Procon investigou preços cobrados em seis lojas de eletrodomésticos de Goiânia (Foto: Prefeitura de Goiânia)

Levantamento realizado pelo Procon em seis das principais lojas que vendem eletrodomésticos em Goiânia encontrou variação de 74,23% no preço de umidificadores. O mais barato estava disponível por R$ 246,22 e o mais caro, por R$ 429. Ao todo, o Procon pesquisou o preço de 16 produtos entre os dias 10 e 14 agosto. 

A segunda maior variação estava no preço do aparelho de ar condicionado split HW (12 mil BTUs): 51,89%. O mais barato podia ser adquirido por R$ 1.873,69 e o mais caro, por R$ 2.846. A terceira maior variação foi no ar condicionado split Hi-Wall (12 mil BTUs): 45,11% O menor preço foi R$ 1.349,99 e o maior, R$ 1.959. 

O estudo do Procon ressalta que, se o consumidor for comprar os três itens, adquirindo-os pelo maior preço ele pagará R$ 5.234. E adquirindo-os pelo menos, R$ 3.469,90. Ou seja: se pesquisar valores antes de desembolsar o dinheiro, é possível que o cidadão economize R$ 1.764.10. 

O Procon encontrou as menores variações no ar condicionado split Hi-Wall de 9 mil BTUs (11,99%); no ar condicionado split HW Digital de 9 mil BTUs (13,33%) e no ventilador 30 cm da marca Mondial (19,21%). Os estabelecimentos pesquisados foram Americanas, Ponto Frio, Magazine Luiza, Casas Bahia, Frigelar e Novo Mundo.

“Pesquisar é o melhor caminho para que o consumidor faça economia e tenha satisfação na compra dos produtos. Marcas conhecidas nem sempre são sinônimos de maior qualidade”, afirma o superintendente do Procon, Walter Pereira da Silva.