Crimes contra mulheres

Principal suspeito de ser o serial killer que matou mulheres em Goiânia nega os crimes

Detento do semiaberto, o suspeito foi liberado e recolocou a tornozeleira eletrônica.




//
//

O entregador Leandro Cardoso de Oliveira deixou a cadeia na tarde desta quarta-feira (3/09). Ele estava preso por ser apontado como suspeito de tentar matar uma jovem de 18 anos, no Setor Jardim América, em Goiânia.

A tentativa de homicídio  é um dos crimes investigados pela força-tarefa da Polícia Civil, que apura uma série de assassinatos de mulheres que ocorreram de forma semelhante e que levantaram a suspeita da ação de um assassino em série na capital.

Leandro, que é reeducando do regime semiaberto, estava detido na Casa de Prisão Provisória do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia desde o dia 7 de agosto.

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus), após ser liberado, o suspeito foi levado para a Casa do Albergado, onde colocou a tornozeleira eletrônica.

Em entrevista ao Jornal do Meio Dia, da TV Serra Dourada (SBT), Leandro Cardoso nega os crimes.