Principais super-heróis negros que vale a pena conhecer

Celebramos o Dia da Consciência Negra lembrando alguns ícones da cultura pop

Aproveitando o embalo da estreia de Liga da Justiça e do Dia da Consciência Negra, resolvemos fazer uma lista com alguns dos principais super-heróis negros dos quadrinhos. São personagens que vão além de tinta no papel, se tornando ícones que ajudam a representar, motivar e inspirar milhares de leitores – e fãs em geral, já que muitos migraram para a televisão e o cinema – a sempre combaterem a adversidade e o preconceito. Eis a nossa lista em nenhuma ordem em particular.

Pantera Negra

T’Challa, rei de Wakanda, é um dos heróis mais inteligentes e poderosos do Universo Marvel, além de ser membro permanente d’Os Vingadores. Chegando ao cinema apenas no ano que vem, T’Challa já é figura importante nas HQs há algumas décadas. Ele também é o personagem mais rico da Marvel, mais ainda que Tony Stark, já que seu país é a única fonte do mineral Vibranium (material que compõe o escudo do Capitão América). Pense no Batman, mas mais estiloso e com super-poderes de força, agilidade e sentidos aguçados.

Máquina de Combate

Outro membro precioso dos Vingadores, Rhodey ganhou uma armadura de Tony Stark e, como bom membro do exército, resolveu incrementá-la com artilharia pesada. O personagem fez sua parte nos filmes do Homem de Ferro, mas ainda não teve lá assim tanto destaque nos cinemas. Ficamos na expectativa para Guerra Infinita.

Luke Cage

Em algum momento conhecido como Power Man, Cage é um dos heróis mais representativos da cultura negra americana nas HQs. Junto com o Falcão e o Pantera, ele foi um dos primeiros heróis negros da Marvel e morava no Harlem, então um bairro muito mais violento e periférico que hoje em dia. E qual o seu poder? Ser a prova de balas. Político desde sempre, o personagem também foi um dos primeiros anti-heróis da editora, cobrando por serviço prestado no bairro. Hoje também é um vingador e deixou seus dias de herói de aluguel para trás.

Blade

Ele ajudou a botar as HQs no mainstream com sua trilogia de filmes muito antes da maior parte dos super-heróis, fazendo com que Wesley Snipes acabasse sempre associado ao personagem. Blade é um dos principais personagens sobrenaturais da Marvel e já bateu de frente com diversos demônios e outras monstruosidades, incluindo o conde Drácula, mais de uma vez.

Falcão

Tecnicamente o primeiro herói negro da Marvel, o Falcão era um veterano que ajudava o próximo no Harlem usando as suas asas mecânicas muito antes de ser o melhor amigo do Capitão América. O personagem foi criado em 1968, no auge do movimento civil americano. Mais tarde, ele se tornou um dos personagens principais da editora e chegou a ser o Capitão América por um tempo.

Tempestade

Provavelmente a heroína mais conhecida desta lista, Ororo Munroe foi introduzida nas HQs dos X-men em 1975. Ela é americana nascida no Harlem, mas com pais quenianos e passou a maior parte da vida como uma órfã na cidade do Cairo, no Egito. Considerada a heroína negra mais famosa do mundo, a Tempestade já chegou a liderar os X-men e até mesmo teve a sua própria revista solo.

Bishop

Embora tenha tido uma participação mínima no filme X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido, Bishop é presença constante nesta saga oitentista e em todas as revistas dos X-men que vieram depois. Com o poder de absorver energia, Bishop já foi herói e vilão em diversas sagas Marvel, chegando a ganhar um braço mecânico após perdê-lo para um monstro devorador de mutantes e sendo um rival constante de Cable contra a mutante Hope Summers. Ainda se espera que pelo menos os filmes do Deadpool eventualmente façam justiça ao personagem.

Lanterna Verde John Stewart

Muito melhor que Hal Jordan ou Guy Gardner, a Liga da Justiça possui o seu próprio Lanterna Verde na forma de Stewart. Considerado por muitos fãs que acompanharam a DC pelos desenhos animados, Stewart geralmente é considerado o “verdadeiro” Lanterna Verde e foi introduzido nas HQs em 1971. Na mesma época em que Hal Jordan vivia aventuras cheia de temas políticos ao lado do Arqueiro Verde, Stewart e a Liga lidaram também com temas espinhosos e tabu na época, como o Apartheid na África do Sul. Segundo as promessas da Warner, o personagem pode sim aparecer no próximo filme da Liga.

Ciborgue

Pouco conhecido do grande público até o sucesso astronômico do desenho dos Jovens Titãs, o Ciborgue é agora um dos sete principais personagens da DC pós-Novos 52 e já foi introduzido como membro fundador da Liga da Justiça nos cinemas ao invés de John Stewart. Mas ele não fica muito atrás: atualmente o Ciborgue é um dos personagens mais populares e poderosos da DC sendo um supercomputador com pernas além de ter um canhão no braço, o que é sempre legal.

Nuclear

Apesar de ter tido várias encarnações, o Nuclear de Jason Rusch ainda é o mais popular do personagem -e é negro. O personagem também tem crescido em popularidade, sendo inserido em novas mídias, como no video game Injustice 2. Ele também chama a atenção por ser um dos poucos que pode entrar numa briga com o Superman, já que seus poderes permitem emular a kriptonita e por ser, basicamente, a bomba nuclear mais poderosa do mundo.

Raio Negro (DC)

Prestes a ganhar sua própria série de TV, o vigilante Jefferson Pierce é conhecido pro seu incrível intelecto e preocupação com o futuro da comunidade negra americana. Tanto nas HQs quanto na televisão, Pierce é um professor e diretor de uma escola, sempre de olho na juventude. Nas HQs, o personagem chegou a ser Ministro da Educação, sendo um super-herói nas ruas e também fora delas.

Super Choque

Nascido na independente Milestone, mas popularizado na televisão não apenas nos EUA, mas no Brasil e na América Latina, o Super Choque migrou para a DC nos anos 2000. Criado para ser “o novo Peter Parker”, o personagem tem como traço marcante ter que equilibrar sua vida de estudante comum com a de vigilante nas ruas. Apesar de vários problemas com direitos autorais, o Super Choque ainda é um dos personagens da DC mais populares entre os jovens.

Spawn

Por anos o ganha-pão da Image Comics, o anti-herói Spawn rompeu ou renovou vários clichês da trama de super-herói, sendo ele mesmo um soldado do inferno dedicado a não servir as forças do mal nem do bem, e sim a sua própria justiça, com armas, super poderes ou quaisquer meios necessários. Ex-agente da CIA e traído por seus amigos, Al Simmons retorna com sangue nos olhos atrás de vingança e depois passa a dar cabo de todo vilão pela frente, de pedófilos a anjos e demônios. O personsagem foi extremamente popular nos anos 1990, rendendo um desenho animado premiado pela HBO (sim, pela HBO), um arco escrito por Alan Moore, e um filme horrível em 1997. Agora, anos depois, seu criador Todd McFarlane está preparando um novo filme.