FolhaPress

Primeira aparição do Super-Homem em HQs é vendida por R$ 18,2 milhões

Segundo o Guiness, mais de 90 anos depois de seu lançamento, a revista se tornou a mais valiosa do mundo

Primeira aparição do Super-Homem em HQs é vendida por R$ 18,2 milhões
(Foto: Reprodução Instagram)

Uma edição rara de uma história em quadrinhos do Super-Homem foi vendida por US$ 3,25 milhões, o equivalente a cerca de R$ 18,2 milhões na cotação atual. A edição foi comercializada em 1938 e custava US$ 0,10 quando lançada, o que equivaleria a R$ 0,56.

Segundo o Guiness, mais de 90 anos depois de seu lançamento, a revista se tornou a mais valiosa do mundo. O enredo mostra o começo da história do super-herói, fãs e colecionadores acreditam que existem outras 100 HQs como essas ao redor do mundo.

A venda foi realizada pelo site de leilões Comic.Connect.com, e segundo Vincent Zurzolo, CEO do site, a cópia foi encontrada em meio a revistas de filmes dos anos 1930 e se encontrava em perfeito estado. A HQ foi comprada por US$ 2 milhões em 2018, cerca de R$ 11 milhões.

O vendedor teve um lucro de US$ 1 milhão (R$ 5,6 milhões) com a venda. E o comprador anônimo é “relativamente novo no investimento em quadrinhos”, como disse um comunicado da ComicConnect. Outra cópia da mesma edição foi vendida por US$ 3,2 milhões (cerca de R$ 17 milhões) no eBay em 2014.

“Não existe outra revista em quadrinhos que poderia valer mais do que Action Comics #1”, disse Zurzolo. “Ela é realmente onde o gênero de super-heróis começou”, afirmou o CEO.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Vincent Zurzolo (@vincentzurzolo)

Advogado do Paraná pede para ser reconhecido como ‘Super-Homem’, mas Justiça nega

advogado Aldebaran Luiz Von Holleben entrou com um pedido da Justiça contra a Warner Bros e o clube do Flamengo para ser reconhecimento como “Super-Homem” no Brasil. A sentença foi negada pela juíza Érika Watanabe, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

Aldebaran é morador de Ponta Grossa e, para comprovar as alegações, ele anexou ao processo duas fotos de quando ele era criança, em que aparece vestido um tênis do super-herói e uma camisa do clube carioca. Leia na íntegra!

Ator de Super-Homem, Henry Cavill se desculpa após comentário polêmico sobre assédio