DE NOVO

PRF apreende mais 336 mil maços de cigarro contrabandeados em carga de ovos, em Hidrolândia

Detecção do carregamento irregular ocorre um dia depois da apreensão de 500 mil carteiras de cigarro escondidas em carga similar em Porangatu; motorista apresentou nervosismo, o que chamou a atenção dos agentes


Joao Paulo Alexandre

Do Mais Goiás | Em: 12/07/2019 às 10:40:00


Caminhão foi abordado em Hidrolândia (Foto: Divulgação/PRF)
Caminhão foi abordado em Hidrolândia (Foto: Divulgação/PRF)

Mais 336 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai foram apreendidos dentro de um caminhão. Desta vez, a carga – que estava escondida em caixas de ovos – foi retida na BR-153, em Hidrolândia, na noite desta quinta-feira (11). Duas pessoas foram detidas, mas não tiveram as suas identificações ou idades reveladas. Na última quarta-feira (10), a corporação já havia apreendido mais de 500 mil maços de cigarros sendo transportados da mesma forma.

De acordo com o inspetor Régis Alves, a corporação realizava um trabalho na rodovia para combater o roubo de cargas. A polícia parou o caminhão da dupla e os agentes desconfiaram do comportamento de ambos. “Eles apresentaram muito nervosismo e chegaram a dizer que a carga estava toda regular, mas, ao abrirmos a carroceira, constatamos que apenas primeiras caixas eram realmente de ovos”, destaca.

De acordo com o agente, os detidos disseram que saíram do Ceará e foram para a cidade paulista de Guarulhos. De lá, pegaram o caminhão com a carga, que tinha como destino final a cidade de Imperatriz (MA). Pelo serviço, ambos receberiam R$ 2 mil.

Eles, juntamente com a carga, foram encaminhados para a sede da Polícia Federal (PF), em Goiânia.

Cigarros apreendidos nesta quinta-feira (11) (Foto: Divulgação/PRF)

Segunda apreensão

No dia anterior, a corporação também apreendeu 500 mil maços de cigarros sendo transportados dentro de um caminhão e escondidos por caixas de ovos na BR-153, em Porangatu. Na ocasião, o motorista, de 35 anos, foi parado para verificação da documentação da carga. Ele chegou a apresentar uma nota fiscal dos ovos, mas, ao realizarem revistas, os policiais encontraram os cigarros.

Segundo o motorista, ele saiu do Maranhão e pegou o caminhão em Pernambuco. O veículo seria carregado em São Paulo. Ele também contou aos agentes que, quando chegasse no município paulista de Itu, foi orientado a deixar o autocarga em um posto de  combustível, com a chave na ignição e aguardou o carregamento do caminhão, em um hotel, por dois dias. Ele afirmou que receberia R$ 2,5 mil para realizar o transporte.

Cigarro aprendido nesta quarta-feira (10), em Porangatu (Foto: Divulgação/PRF)